Black Friday Ubannet

21/07/2015 às 14h09m - Atualizado em 21/07/2015 às 20h34m

Recife: Homem é preso com 100 kg de maconha e 1,7 kg de crack

Ao todo, foram apreendidos 74 tabletes de maconha, que totalizam 100 kg; e 1,7kg de crack, que renderia até 6,8 mil pedras. Segundo a PF, drogas seriam vendidas no Recife, Olinda e Paulista

Droga foi encontrada no porta-malas de dois veículos que estavam sob a guarda do suspeito, por volta das 18h de segunda-feira (20), nas proximidades da estação de metrô do Barro, na Zona Oeste do Recife (Foto: Divulgação / PF)

Um homem foi preso com 100 kg de maconha e 1,7 kg de crack no Recife na segunda-feira (20). A droga estava escondida nos porta-malas de dois veículos que foram encontrados nas proximidades da estação de metrô do Barro, na Zona Oeste da capital. O suspeito foi preso pela Polícia Federal quando desceu de um dos automóveis.

A PF informou que a prisão foi realizada após investigações de rotina da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) indicarem a circulação da droga pela região. Na segunda, policiais federais encontraram o carro suspeito, um Gol cinza com placa de Minas Gerais. O veículo, conduzido pelo suspeito, chegou por volta das 18h de segunda na estação de metrô do Barro.

Quando os policiais abordaram o condutor, encontraram dois fardos no porta-malas do veículo. Neles, havia 42 tabletes de maconha e nove invólucros de crack. O motorista ainda revelou que outro carro que estava estacionado ali perto estava sob sua guarda, para conserto. Era um Celta verde com placa do Recife. Os policiais também revistaram este carro e, no porta-malas, encontraram mais 32 tabletes de maconha.

Ao todo, foram apreendidos 74 tabletes de maconha, que juntos pesam 100 kg; além de 1,7kg de crack. De acordo com a PF, seria possível produzir até 6,8 mil pedras de crack com este material. Os dois veículos que transportavam as drogas também foram apreendidos.

O suspeito foi autuado por tráfico de drogas e conduzido para o Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima. Se condenado, pode pegar de 5 a 15 anos de reclusão. Segundo a PF, ele tem 50 anos, é natural de Sertânia, mas morava no Recife e não tinha passagem pela polícia.
Ainda segundo a corporação, o homem confessou que foi contratado por um traficante para fazer o transporte da droga. Ele ganharia R$ 300 para levar o entorpecente do Ibura, na Zona Sul do Recife, para um lugar que ainda seria combinado com o contratante. Nesse intervalo, a droga seria levada para sua casa, em Jardim São Paulo, Zona Oeste da cidade.

O suspeito ainda falou que essa era a terceira vez que faria o serviço. Ele explicou que era caminhoneiro, mas estava sem trabalho, por isso aceitou a oferta do traficante. O preso, no entanto, não passou detalhes sobre o contratante ou o ponto de entrega das drogas. A Polícia Federal acredita que a maconha e o crack seriam vendidos em diversos pontos do Recife, Olinda e Paulista.


Do G1 PE
Foto: Divulgação / PF

Comentários

Outras notícias