Black Friday Ubannet

19/07/2015 às 11h26m - Atualizado em 19/07/2015 às 11h42m

Pernambucana Yane Marques conquista ouro nos Jogos Pan-Americanos no Canadá, e é bicampeã no Pentatlo Moderno

A Sertaneja de Afogados da Ingazeira já havia vencido no Pan de 2007, no Rio de Janeiro. Yane é a única atleta da América Latina com medalha olímpica no Pentatlo Moderno.

Yane voltou ao topo do pódio no Pan. / Foto: divulgação

Única atleta da América Latina com medalha olímpica no pentatlo moderno, a brasileira Yane Marques conquistou o ouro nos Jogos Pan-Americanos do Canadá. Foi a segunda vez que ela ficou no lugar mais alto do pódio, repetindo o resultado do Pan do Rio em 2007.

Yane foi destaque nas cinco provas que compoem o pentatlo moderno: esgrima, natação 200 metros estilo livre, hipismo, além de corrida e tiro esportivo (evento combinado). Ela venceu as duas primeiras etapas, foi 10º no hipismo e nona na última.

A brasileira era favorita ao ouro e chegou com 36 pontos de vantagem para a última etapa que consiste em correr quatro voltas de 800 metros fazer cinco tiros ao final de cada uma. Vence que somar a maior pontuação na prova que mistura velocidade e precisão.

A conquista foi acompanhada pela mãe da atleta, Gorete Fonseca Marques. Ela viajou até Toronto para torcer pela filha no Pan e ainda arrastou alguns amigos que moram na cidade para ver a filha competir. Foram oito horas nas arquibancadas e como sempre acontece Gorete não viu Yane participar do hipismo.

Ela abaixou a cabeça e rezou um terço na hora que a filha entrou na pista. O ritual é repetido porque numa ocasião Gorete presenciou Yane cair do cavalo, rasgar a perna e precisar de 11 pontos.

Desde aquela ocasião não consegue manter os olhos na prova, chegando muitas vezes a chorar enquanto a filha compete. Foi assim sábado no Canadá, quando foi as lágrimas. "Até aqui tá dando certo",comentou.

Tem toda razão. Yane foi medalha de bronze nas Olimpíadas de Londres e tem um segundo e outro terceiro lugar nos últimos mundiais, disputados em 2013 e 2015. Agora é bi-campeã Pan-Americana. Atrás dela chegou a mexicana Tamara Vega e a americana Melainie Mccann fechou o pódio.

Comentários

Outras notícias