Black Friday Ubannet

15/07/2018 às 10h40m - Atualizado em 16/07/2018 às 04h10m

Conheça os ganhadores do Festival Nacional do Frevo no Teatro de Santa Isabel, em Recife

O concurso, que contou com 274 inscrições, teve seu resultado anunciado ao final de um bonito espetáculo, que celebrou o mais pernambucano dos gêneros musicais.

festival_de_frevoFoto: Andréa Rêgo Barros/PCR

A noite da última sexta-feira (13) foi regida ao som de muito frevo e celebração do gênero musical mais pernambucano no Teatro de Santa Isabel. O local foi palco da divulgação dos ganhadores do Festival Nacional do Frevo. O concurso musical, realizado pela Prefeitura do Recife, teve como principal objetivo assegurar a renovação e fôlego ao frevo, num processo que ampliou o reinado do ritmo no calendário cultural da cidade.

Entre os prêmios para os primeiros colocados das quatro categorias está a participação na grade de programação do Festival de Inverno de Garanhuns deste ano e do Carnaval de 2019, além de gravações audiovisuais das composições premiadas. O prêmio de Melhor Arranjador foi entregue a Marcos FM, pelo frevo Sapecando, e o de Melhor Intérprete foi recebido pelo cantor Ed Carlos. “Foi uma honra para mim, com mais de 30 anos de carreira, poder homenagear Claudionor Germano, mestre de todos os cantores de frevo”, disse Ed Carlos, quando subiu ao palco.

Sob os aplausos de um caloroso público que lotou o Teatro de Santa Isabel e prestigiados por vários artistas do cenário musical pernambucano, foram divulgados os primeiros colocados do Festival nas seguintes categorias:

Categoria Frevo de Bloco

1º lugar: No Primeiro Dia do Nosso Amor, de Lourenço Gato e Flávio Souza (arranjo de Fábio Valois)
2º lugar: Matando Saudade, de Luiz Gonzaga de Castro (arranjo de Bozó 7 Cordas)
3º lugar: Tempo de Saudade, de Luiz Guimarães (com arranjo de Marcos FM)

Categoria Frevo de Rua

1º lugar: Alvoroçado, de Bené Sena
2º lugar: Sapecando, de Marcos FM
3º lugar: Adriana no Frevo e Cia., de Parrô Mello

Categoria Frevo Canção

1º lugar: Claudionor, o Menino do Frevo, de Bráulio de Castro e João Araújo (arranjo de Fábio Valois)
2º lugar: Frevo Bregado, de Carlos de Melo Brasil (arranjo de Marcos FM)
3º lugar: Sabor de Rum Hortelã Café, de Edinho Queirós (arranjo de Fábio Valois e Edinho Queirós)

Categoria Frevo Livre Instrumental – Autoral

1º lugar: Primeiro de Maio, de Romero Bomfim (arranjo de Parrô Melo)
2º lugar: Tubarão no Circo, de Zé Freire
3º lugar: Frevo da Amizade, de Ronaldo Batata

Do Sistema Opinião

Comentários

Outras notícias