Black Friday Ubannet

15/07/2018 às 11h18m - Atualizado em 16/07/2018 às 08h23m

Casas Lotéricas de Pernambuco voltam a receber contas de energia da Celpe

A Celpe e a Caixa formalizaram a renovação do convênio que permite às casas lotéricas arrecadar as faturas de energia

celpe

Após a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) e a Caixa Econômica Federal formalizarem, nesta sexta-feira (13), a renovação do convênio, casas lotéricas do Estado voltam a receber contas de energia a partir deste sábado (14).

Por causa do rompimento do convênio entre Caixa e Celpe, as lotéricas não estavam recebendo contas da Celpe desde o dia 1º de maio. Em nota, a Celpe informou que "as empresas entendem que a situação gerada se tornou incompatível com a qualidade dos serviços essenciais prestados e lamentam os transtornos causados". Ainda segundo a companhia, o acordo renovado nesta sexta (13) atende à solicitação da sociedade e assegura ganhos para a Caixa e para os agentes lotéricos.

No dia 19 de junho, o Sindicato dos Lotéricos de Pernambuco (Selepe) havia informado que inviabilização do pagamento das faturas, além de dificuldades para os consumidores, estava gerando uma perda estimada em R$ 1,5 milhão aos cofres públicos em arrecadação de impostos.

A presidente do Selepe, Telma Cristina, afirmou que a renovação do acordo beneficia as lotéricas e também a população. "A volta é muito importante, algumas lotéricas chegaram a ter uma queda de faturamento de 20% e sociedade estava encontrando muita dificuldade para realizar os pagamentos", explicou.

De acordo com Telma Cristina, municípios do interior do Estado foram os mais prejudicados no período em que o convênio estava rompido. "Em Santa Maria do Cambucá, localizada no Agreste, a população ficou sem encontrar um local onde era possível pagar  suas contas", esclareceu.

Locais de pagamento

Além do retorno das lotéricas como canais de arrecadação, os clientes, segundo a Celpe, permanecem contando com outros cerca de 1.800 locais de pagamento, entre a rede Celpe Serviços e correspondentes bancários.  Veja aqui.

Comentários

Outras notícias