Black Friday Ubannet

14/07/2017 às 09h16m - Atualizado em 14/07/2017 às 09h16m

Suspeito de roubo em fábrica de vidros no Recife morre em confronto com a polícia

Nesta quinta-feira (13), a Polícia Civil detalhou a operação que também deixou um agente ferido, na quarta-feira (12), na Zona Oeste da cidade.

Polícia Civil de Pernambuco detalhou, nesta quinta-feira (13), a operação policial, ocorrida na quarta (12), que deixou um agente ferido e um suspeito morto, no Recife. Segundo o delegado João Gustavo Godoy, o homem que faleceu era investigado por participação em um assalto a uma fábrica de vidros, na Zona Oeste da capital, em março, quando um grupo roubou armas e coletes de vigilantes, explodiu caixa eletrônico e fugiu em um barco pelo Rio Capibaribe.

A operação de quarta-feira começou quando o delegado João Gustavo recebeu a informação sobre a localização do suspeito, de 18 anos. Ele estava em casa, nas proximidades do Terminal Integrado de ônibus Cosme e Damião, na Zona Oeste do Recife, com um veículo roubado.

“Quando os policiais chegaram, o suspeito tentou escapar. Ele atirou nos policiais várias vezes. Achamos projéteis no bolso dele e cápsulas deflagradas no chão, perto de onde ele estava atirando”, declarou João Gustavo Godoy.

Segundo a polícia, o suspeito ainda foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Caxangá, na mesma região da cidade. A morte foi confirmada pelo centro de saúde.
O policial também recebeu atendimento no local. “Ele está bem. Fiz a visita hoje de manhã. O agente passou por cirurgia e estamos esperando ele ir para casa”, observou o delegado.

Relação com assalto

De acordo com a Polícia Civil, a relação do suspeito que morreu com o assalto ocorrido na fábrica de vidros do Grupo Brennand foi confirmada com apreensão da arma usada no titoreio de quarta-feira. “Essa arma era de um dos vigilantes. Isso já está conformado”, afirmou Godoy. Agora, a polícia quer saber se ele também teve envolvimento com a explosão do caixa eletrônico do escritório do grupo empresarial.

Além do homem que morreu, a polícia identificou outros suspeitos de participar da investiga ao grupo empresarial. Entre eles, há um menor. O suspeito que faleceu na quarta também tinha participação no tráfico de drogas, segundo a polícia. "Encontramos entorpecentes durante a operação”, afirmou Godoy.

Do G1 PE

Comentários

Outras notícias