Black Friday Ubannet

13/07/2015 às 08h23m - Atualizado em 13/07/2015 às 08h33m

Pai que esfaqueou filha em Lagoa de Itaenga comete suicídio em presídio

Marcelo estava em liberdade condicional depois de cumprir pena por assassinar o próprio filho José Airton Simões Pereira. O crime aconteceu há 15 anos.

Após esfaquear a filha de apenas um ano e três meses no último sábado, na cidade de Lagoa de Itaenga e ser preso, o agricultor Marcelo Pereira da Silva, 51 anos, cometeu suicídio neste domingo. Ele estava detido no Presídio de Vitória de Santo Antão, onde se enforcou usando uma corda feita por lençóis.

A garota Jenifer Raquele da Silva Pereira segue internada na enfermaria do Hospital da Restauração (HR) e não corre risco de morte. De acordo com a assessoria de comunicação da unidade de saúde, Jenifer sofreu lesões superficiais e não teve nenhum órgão atingido. A mãe da menina, a agricultora Tatiane Maria da Silva, disse que brigava com o companheiro quando ele pegou uma faca e atingiu a menina. Segundo ela, o crime foi motivado por ciúmes.

Marcelo estava em liberdade condicional depois de cumprir pena na Penitenciária Barreto Campelo, em Itamaracá, por assassinar o filho José Airton Simões Pereira. O crime aconteceu há 15 anos e ele foi condenado a 15 anos e quatro meses e estava em liberdade condicional.

A Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) informou por meio de nota que o detento Marcelo Pereira da Silva estava em uma cela isolada no Presídio de Vitória de Santo Antão-PVSA quando foi encontrado morto com indícios de enforcamento. A Polícia Civil, o Instituto de Criminalística – I.C e o Instituto de Medicina Legal – IML foram chamados para investigação do caso, perícia do local e recolhimento do corpo. O secretário determinou ao superintendente de segurança e ao diretor da unidade a apuração do fato.

Leia Também: Pai é acusado de esfaquear filha de apenas 1 ano em Lagoa de Itaenga


Com informações do Pernambuco.Com

Comentários

Outras notícias