Black Friday Ubannet

13/07/2015 às 08h21m - Atualizado em 13/07/2015 às 09h42m

Estudantes de Salgueiro vão conhecer de perto as origens de Gonzagão

Alunos de escolas públicas fazem excursão ao Parque Aza Branca, em Exu

Professores e alunos de escolas da rede municipal de Salgueiro, no Sertão Central, estão indo a campo para buscar conhecimentos práticos a partir das expressões artístico-culturais de diversas vertentes. Cerca de 50 estudantes do 1° ao 5° ano da Escola Professora Maria Nilza fizeram, na semana passada, uma viagem até Exu, no Araripe, para conhecer um pouco da história de vida e obra de Luiz Gonzaga, o Rei do Baião.

LegendaA iniciativa da escola, que teve o apoio da Secretaria de Educação, teve como foco estimular, através de atividades extraclasse, que os jovens possam interagir de maneira mais ampla com os temas relevantes à cultura sertaneja. A parada principal foi no museu de Luiz Gonzaga que fica no Parque Aza Branca, na terra natal do autor de Asa Branca. Com 1,5 mil hectares, o parque fica em uma antiga fazenda comprada pelo artista em 1974.

No espaço, os alunos tiveram contato com o que é considerado o maior acervo original do músico. Entre objetos pessoais, podem ser apreciadas as sanfonas, chapéus, sandálias, gibão de couro, discos de ouro, fotografias, cartas e documentos pessoais, além de reportagens e entrevistas sobre o sanfoneiro.

Educadora que acompanhou a turma, Edilene Barros destacou que os alunos foram além do que sabiam pela imprensa e livros. Ele puderam conhecer de forma lúdica boa parte da memória em torno da trajetória do cantor que saiu do Sertão para ganhar o mundo. “Muitos não conheciam LP, troféus, discos de ouro e parte das peças de couro. A casa onde Luiz Gonzaga morou foi outro atrativo, com seus móveis originais e o mausoléu onde Gonzaga está sepultado junto a sua primeira mulher, Helena Gonzaga.

“Foi muito bom e emocionante conhecer esse lugar, pois jamais pensei que fosse assim. Além de ser um grande um sertanejo, Gonzagão mostrou nossa cultura e costumes ao Brasil inteiro. Por isso temos de ter orgulho e mostrar pros outros esse valor”, comentou o estudante do 5º ano Matheus Lucas, 12 anos.


Do Jornal do Comércio

Comentários

Outras notícias