Black Friday Ubannet

12/07/2015 às 04h52m

Paciente com 420 quilos inicia tratamentos em hospital do Recife

Carlos dos Santos passou por avaliações de diversas especialidades. De acordo com Hospital das Clínicas, fator psicológico é dificultador.

Carlos Antônio Freitas foi internado no Hospital das Clínicas, na UFPE, nesta quinta-feira (Foto: Reprodução / Enviada por WhatsApp)Carlos Antônio dos Santos Freitas, de 28 anos, o jovem paraibano que pesa 420kg, passou bem a primeira noite de internamento no Hospital das Clínicas, no Recife. De acordo com a gerente de Atenção à Saúde da unidade, Ana Caetano, o paciente tomou a medicação que já vinha fazendo uso durante a noite e dormiu tranquilamente. "Todas as noites ele faz uso de uma medicação que o acalma, mesmo em casa ele só dorme com o uso desse remédio", detalhou.

No primeiro dia no hospital, ele tomou um banho no leito onde está, já que não consegue levantar. "Foi feita a higienização e, como ele tem feridas infectadas e úlceras nas pernas, a comissão de infecção hospitalar e a infectologia já orientaram a enfermagem em relação aos curativos, que são feitos com carvão", conta a médica.

Neste primeiro dia, o setor de Psiquiatria já realizou a avaliação inicial para tentar fechar um diagnóstico. "A priori ele tem um diagnóstico de oligofrenia e um déficit cognitivo, mas vão fazer uma avaliação maior para ver se há alguma síndrome associada", afirmou a médica. Ainda de acordo com Ana Caetano, após esse diagnóstico, uma medicação deve ser ministrada para diminuir a agitação do paciente. "Quando você vai conversar, ele só pede comida e videogame. A condição psicológica é um fator limitante e dificultador no tratamento. Já acionamos a terapia ocupacional para que ele possa se distrair e ficar menos agitado”.

Ainda nas primeiras 24 horas de internação, os setores de Endocrinologia e Cardiologia iniciaram avaliações. “Nesta manhã, está sendo realizado um ecocardiograma para checar a condição cardíaca. Como ele tem dimensões muito grandes, está sendo usado um sensor de ultrassom para abdôme, porque é mais profundo”, detalha Ana.

Família

A mãe de Carlinhos, a dona de casa Cacilda Patrocínio dos Santos, vai revezar os cuidados durante o internamento com a irmã dele, Fabiana Santos de Freitas. “A gente vai fazer revezamentos de uma semana. Não posso ficar o tempo todo com ele porque tenho um filho de três anos”, conta Fabiana, que continua morando em Patos (PB) e voltou para a cidade ainda na noite de quinta-feira.

De acordo com ela, a família não tem parentes no Recife. “Está muito difícil, porque tenho um salão de beleza e agora só posso abrir por uma semana e depois fechar de novo. E minha mãe lava roupas para fora e também está sem trabalhar”, lamenta.
Patrícia contou que ela e a mãe ficarão no hospital, durante a semana em que estiverem acompanhando Carlinhos.

Emagrecimento

Segundo a equipe médica do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Carlinhos precisa perder pelo menos 100kg para passar por uma cirurgia bariátrica. Os médicos afirmam que ele não tem condições clínicas para suportar o pós-operatório com este peso. Por isso, um tratamento multidisciplinar de perda de peso está sendo iniciado e a previsão é de que o processo dure pelo menos seis meses.


As informações são do G1PE

Comentários

Outras notícias