Black Friday Ubannet

11/07/2015 às 06h40m - Atualizado em 04/09/2015 às 08h48m

Timbaúba: Usina Cruangi volta a moer dia 15 de setembro

A data do funcionamento foi anunciada por Alexandre Andrade Lima, presidente da Cooperativa da Associação dos Fornecedores de Cana (COAF), em encontro na AABB.

A Usina Cruangi, em Timbaúba, na Mata Norte do Estado, deve voltar a atividade nesta safra, depois de três anos fechada. A volta deve ocorrer daqui há dois meses, através da iniciativa da Cooperativa da Associação dos Fornecedores de Cana de Pernambuco (COAF), que arrendou o parque fabril e vai administrar a moagem.

Falta o aval do juiz de Recuperação Judicial da unidade. Porém, crentes na chancela positiva do magistrado, 70 funcionários, contratados pela cooperativa, iniciaram os trabalhos de apontamento da unidade esta semana, a fim de prepará-la para o funcionamento.

Outros 50 empregados serão contratados na próxima semana. Ao todo, 4 mil postos de trabalho serão preenchidos na agroindústria para garantir a moagem de 400 mil toneladas de cana de Cruangi nesta safra.

As informações foram dadas pela Associação dos Fornecedores de Cana do Estado (AFCP), em reunião na AABB de Timbaúba na manhã desta sexta-feira (10), que reuniu 600 participantes.

O evento contou com a presença dos produtores de cana. Cerca de 400 canavieiros compareceram na esperança de discutir a reativação de Cruangi. A volta da unidade é indispensável para o segmento, já que os agricultores estão sem opção para escorrer a produção diante do alto número de fechamento de usinas na Mata Norte. Restam apenas quatro em funcionamento na atualidade.

Além disso, por se tratar da reativação da usina através de uma cooperativa de canavieiros, os agricultores vão receber pela cana fornecida, mas também pelo etanol que for produzido em Cruangi.

“Ficamos muito felizes com a adesão dos fornecedores na reunião de hoje, e estamos satisfeitos em poder propor uma saída para todos em permanecer em suas atividades, e de forma lucrativa”, frisou Alexandre Andrade Lima, presidente da AFCP, convocando que todos forneçam sua cana para Cruangi, que deve começar a moagem em setembro, se tudo correr dentro das expectativa dos envolvidos no caso.

A classe política prestigiou o encontro do setor canavieiro na AABB, que contou com o apoio do prefeito de Timbaúba, Junior Rodrigues.

Dentre os representantes políticos, estavam presentes o secretário estadual de Agricultura, Milton Mota, o presidente da Assembleia Legislativa de PE, Guilherme Uchoa, e o deputado Aloísio Lessa, além do deputado federal Marinaldo Rosendo. O encontro foi organizado pela AFCP e o Sindicato dos Cultivadores de Cana do Estado (Sindicape). Estas entidades são as responsáveis pelo arrendamento da usina Cruangi, através da COAF.

Na safra passada, a AFCP e o Sindicape, por meio de outra cooperativa de fornecedores de cana, reativaram a usina Pumaty, no município de Joaquim Nabuco, na Mata Sul pernambucana. A unidade moeu 513 mil toneladas de cana e faturou R$ 50 milhões.

O deputado Marinaldo Rosendo (PSB-PE) disse que o principal beneficiado será o povo da Mata Norte, uma vez que, em seu auge, a usina já chegou a gerar 3000 empregos.

O deputado também ressaltou que apresentou à Câmara dos Deputados Requerimento com Indicação dirigida ao Ministro da Fazenda, Joaquim Levy, solicitando a adoção de providências no sentido de dar cumprimento, com a maior brevidade possível, ao que determina o artigo 10 da Lei 12.999, de 18 de junho de 2014, que trata da concessão de subvenção aos produtores de cana-de-açúcar da Região Nordeste afetados pela estiagem referente à safra 2012/2013 no valor de R$ 12,00 (doze reais) por tonelada de cana-de-açúcar, limitada a 10.000 (dez mil) toneladas, por produtor-fornecedor independente em toda a safra 2012/2013.


Timbaúba Agora com informações da Assessoria

Fotos: Timbaúba Agora

Comentários

Outras notícias