Black Friday Ubannet

10/07/2017 às 12h39m - Atualizado em 10/07/2017 às 12h53m

Piauí: Caminhão do Exército Brasileiro tomba e deixa um militar morto

Militares retornavam da construção de uma ponte quando o veículo tombou em Barras na PI-113.

exercito

Um militar do Exército Brasileiro ainda não identificado morreu em um grave acidente no início da tarde deste domingo (9), na PI-113, município de Barras, Norte do Piauí. A informação é de que mais de 20 militares estavam no caminhão que tombou. Os homens eram lotados no 2º Batalhão de Engenharia de Construção, em Teresina.

Duas ambulâncias do Corpo de Bombeiros estiveram no local, assim como do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A Polícia Militar acompanhou o resgate das vítimas e a Polícia Civil será responsável sobre a investigação do acidente.

Segundo a comunicação do Governo do estado, os feridos estão sendo levados para o hospital Estadual Leônidas Melo, em Barras; Hospital Regional Júlio Hartman, em Esperantina; Hospital Estadual Gerson Castelo Branco, em Luzilândia; Hospital Regional em Campo Maior; Hospital Regional Chagas Rodrigues, em Piripiri; Hospital Estadual Dirceu Arcoverde, em Parnaíba e para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

Nos três últimos, há leitos de UTI para onde serão levados os mais graves. O HUT reforçou equipes acionando médicos, enfermeiros e técnicos para auxiliar no atendimento. No saguão de entrada, macas aguardavam a chegada dos militares feridos.

O prefeito Carlos Monte, da cidade de Barras, que é médico, disse que desde cedo acompanha o acidente e informou que quatro militares estão em situação mais grave. Um deles, gravíssimo, aguarda ambulância com UTI móvel em coma induzido para ser transferido.

Os outros três já foram encaminhados a Teresina. Eles são Moacir Pereira da Silva Junior, 22 anos; João Victor Alves da Silva, 19 anos; e Chucknorris Pereira de Sousa, 19 anos.

O capitão Miguel Batista, comandante da Companhia da Polícia Militar de Barras informou ainda não se sabe o que teria causado o tombamento do caminhão, que caiu em uma ribanceira. “Eles estavam voltando da obra de uma ponte que liga as cidades de Batalha e Esperantina e, no caminho, aconteceu esse acidente, mas o que aconteceu para causar essa tragédia nós ainda não sabemos”, declarou.

Informações aos familiares

Ansiosos, familiares aguardam informações sobre os militares envolvidos no acidente. Segundo a assessoria de comunicação do 2º BEC, alguns feridos menos graves já foram atendidos em hospitais particulares de Teresina.

Na sede do 2º Batalhão, estão disponíveis viaturas que conduzirão as famílias às unidades de saúde onde estejam os feridos. No local há ainda equipes médicas, lideranças religiosas e psicólogos para garantir suporte aos parentes.

Do G1 PI

Comentários

Outras notícias