Black Friday Ubannet

05/07/2019 às 10h21m - Atualizado em 05/07/2019 às 12h12m

Ex-prefeito de Sertânia e dois ex-secretários do município são presos

Guga Lins, que exerceu mandato até 2016, é acusado pelos crimes de sonegação fiscal, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e passiva, peculato e organização criminosa

ex-prefeito_preso_guga_lins

O ex-prefeito do município pernambucano de Sertânia Guga Lins foi preso na manhã desta quinta-feira sob a acusação de integrar uma quadrilha investigada pelos crimes de sonegação fiscal, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e passiva, peculato e organização criminosa. Além do político, outras cinco pessoas, entre elas dois ex-secretários da cidade também foram alvos de mandados de prisão.

A operação, batizada de Res publicae, foi coordenada pela Diretoria Integrada do Interior 2 e teve a participação de 70 policiais civis. Guga Lins, que exerceu mandato de prefeito da cidade de 2013 a  2016, além de ter sido eleito vereador de Sertânia por três legislaturas seguidas, foi encontrado em Alagoas com a ajuda de agentes civis do estado.

Guga foi localizado em um apartamento no bairro de Ponta Verde, em Maceió. De acordo com a polícia alagoana, foram apreendidos documentos e cheques no imóvel, além de um veículo da marca Chevrolet Trailblazer. Os demais presos foram identificados como o ex-secretário de obras de Sertânia José Carlos Veras, o ex-secretário de saúde do município Antônio Carlos, o empresário Ayslan Cordeiro e os contadores Expedito José dos Santos e Alexandre Laet. Todos os mandados de prisão foram expedidos pela comarca do município.

De acordo com o delegado Ubiratan Rocha, que comanda as investigações sobre o caso desde 2017, na casa de Antônio Carlos foram encontrados Euros, armas e vários indícios de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. “Temos provas contundentes de desvio dos repasses da saúde pública do município de Sertânia para a conta pessoal dele. Tudo comprovado por documentos”, afirmou Ubiratan.

Comentários

Outras notícias