CDL Timbaúba

05/07/2017 às 00h09m - Atualizado em 05/07/2017 às 00h15m

Farmácia Popular desabilita seis municípios em Pernambuco

A população pode adquirir os medicamentos do programa na rede credenciada do Aqui Tem Farmácia Popular

farmacia

Foto: Internet/Reprodução

Seis municípios de Pernambuco tiveram unidades desabilitadas do Programa Farmácia Popular do Brasil: Araripina e Petrolina, ambas no Sertão do Estado; Gravatá e Caruaru, no Agreste; Goiana, na Mata Norte e Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife. Ontem, o Diário Oficial da União publicou a portaria nº1630 desabilitando 236 unidades que faziam parte da iniciativa em todo o País. Segundo informações do Ministério da Saúde, o programa tinha rede própria em 409 municípios. A medida faz parte de um corte de gastos da União e os usuários poderão adquirir os medicamentos nas drogarias que fazem parte do Aqui Tem Farmácia Popular ou nas farmácias de Atenção Básica (mantida pelos municípios).

As unidades desabilitadas eram próprias e, em Pernambuco, existiam apenas 14 delas. O Programa Farmácia Popular é mantido de forma tripartite com a participação da União, Estados e Municípios. Segundo informações do Ministério da Saúde, Estados e municípios possuem autonomia para dar continuidade às unidades próprias, provendo o financiamento completo ou com parte dos valores transferidos, caso julguem adequado. De Norte a Sul do País, os Estados e municípios passam por dificuldades financeiras e provavelmente não vão manter essas unidades sem a participação da União.

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, a população não ficará desassistida, uma vez que os pacientes continuarão a receber os medicamentos necessários pela atenção básica dos municípios. Até maio último, estavam credenciadas 34.543 farmácias em todo o País no programa Aqui Tem Farmácia Popular. Desse total, quase 100 estão em Pernambuco.

O Ministério da Saúde argumenta, via e-mail, que os Estados e municípios terão um incremento de 10% para a compra de medicamentos da atenção básica do SUS por causa do fechamento das unidades próprias do Programa. Segundo o Ministério, mais de 90% dos usuários buscam medicamentos para hipertensão, diabetes e asma, disponíveis no Aqui Tem Farmácia Popular e todos os medicamentos que eram distribuídos na rede própria estarão disponíveis nas farmácias da Atenção Básica, que receberão os recursos adicionais.

No último ano, as 14 unidades próprias do Farmácia Popular em Pernambuco realizaram 147.661 atendimentos. Já a rede do Aqui Tem Farmácia Popular realizaram 751.607 atendimentos com medicamentos gratuitos para Hipertensão, Diabetes e Asma no Estado. O Ministério da Saúde informa também que vai repassar as verbas das unidades próprias do Farmácia Popular aos Estados e municípios para que sejam utilizadas na compra de fármacos para a população.

RECADASTRAMENTO

As farmácias credenciadas no Programa Aqui Tem Farmácia Popular precisam fazer a renovação do credenciamento, para o ano de 2017 até o fim deste mês. Para isso, o responsável legal da farmácia ou os usuários autorizados deverão acessar o portal no endereço www.caixa.gov.br/farmaciapopular. Deve ser feita o recadastramento da matriz e, quando é o caso, da filial. Em caso de dúvidas, o contato deverá ser feito pelos telefones 3004-1104 nas capitais e 0800-7260104 nas demais localidades. As farmácias que não se recadastrarem terão a conexão ao sistema de vendas do Programa Farmácia Popular bloqueada.

As informações são do JC Oline 

Comentários

Outras notícias