GB Bateiras

27/06/2017 às 02h47m - Atualizado em 27/06/2017 às 10h19m

Família é presa com 40 kg de maconha em bagagem na rodoviária de Teresina

Apreensão foi possível após denúncia anônima no aplicativo da Depre. Droga vinha de Brasília com destino ao Litoral do Piauí.

policia_civil

Três pessoas foram presas na madrugada desta segunda-feira (26) com 40 quilos de maconha no bagageiro de um ônibus interestadual no Terminal Rodoviário Lucídio Portela, em Teresina. Segundo o delegado Tales Gomes, o flagrante só foi possível após denúncia anônima no aplicativo da Delegacia Especializada em Repressão ao Entorpecente (Depre), de que a droga estava vindo de Brasília com destino ao Litoral do Piauí.

"Desde domingo a equipe da Depre e da Diretoria de Inteligência trabalhavam no sentido de fazer a abordagem ao ônibus interestadual, onde estava o principal suspeito acompanhado da família transportando a droga. Identificamos a linha do veículo e o horário que ele iria chegar em Teresina, fizemos o acompanhamento do interior do estado até a capital", informou o delegado Tales Gomes.

Ao chegar à rodoviária de Teresina, todos os passageiros foram retirados do ônibus e verificadas as bagagena por meio do bilhete. O principal suspeito foi preso com a namorada e uma tia que, segundo a polícia, também ajudavam no transporte da droga escondida em duas caixas e uma mala.
"O rapaz estava no banco de dados da Polícia Civil do Piauí por envolvimento com o tráfico de drogas em Parnaíba. As duas mulheres estavam orientadas a eximir ele da responsabilidade da droga e contava com o apoio delas para passar a imagem de família, inclusive uma adolescente estava em companhia dos três. No entanto, devido ao histórico do rapaz não tínhamos dúvida do seu envolvimento", destacou o delegado.

Conforme a polícia, a suspeita é de que a maconha tenha vindo do Paraguai. Os suspeitos foram autuados por tráfico de drogas e associação para o tráfico. O principal suspeito foi encaminhado para a Central de Flagrantes e as duas mulheres ao 6º Distrito Policial, em seguida serão apresentados ao juiz da Central de Inquéritos, que deve homologar a prisão preventiva pedida pela polícia.

Do G1 PI

Comentários

Outras notícias