22/06/2017 às 09h39m

Deputado Antônio Moraes alerta para prejuízos com a extinção de zonas eleitorais no Interior

O assunto será tema de audiência pública na Alepe, na próxima terça (27), da qual deve participar representantes do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE).

antonio_moraes

A redução do número de zonas eleitorais no Interior, determinada por resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pode resultar em transtornos para os habitantes das pequenas cidades. Foi essa a apreensão manifestada pelo deputado Antônio Moraes (PSDB), em pronunciamento no Plenário da Assembleia nesta quarta (21). O parlamentar acredita que medida provocará incertezas.

“Isso pode criar uma situação de extrema dificuldade. Fui informado de que o município de São Vicente Férrer (Agreste) passará a ser atendido pelo cartório eleitoral de João Alfredo, na mesma região, mas a quase 60 quilômetros de distância”, alertou. “É preciso que aqueles que estão em Brasília saibam das condições de quem vive no Interior”, protestou.

O assunto será tema de audiência pública na Alepe, na próxima terça (27), da qual deve participar representantes do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE). O debate acontece a pedido de Terezinha Nunes (PSDB). “Fizemos essa discussão na Comissão de Justiça, e acho que a audiência irá contemplar a preocupação de Vossa Excelência”, observou a tucana, em aparte ao colega de partido.

O líder do Governo, Isaltino Nascimento (PSB), sugeriu que os parlamentares mobilizem prefeitos e vereadores das cidades onde mantêm bases políticas contra a iniciativa. Zé Maurício (PP) também demonstrou inquietação com as mudanças. O progressista ressaltou que as últimas eleições foram “altamente judicializadas”, e que a medida pode trazer prejuízos à segurança do processo eleitoral. “Não se pode tomar essa decisão de dentro dos gabinetes. O mal vai ser tremendo.”

Comentários

Outras notícias