20/06/2017 às 18h54m - Atualizado em 21/06/2017 às 08h30m

Timbaúba: Ministério Público realiza audiência para mediar impasse entre empresa patrocinadora das Festas Juninas, prefeitura e vendedores ambulantes

O promotor de Justiça, Dr. João Elias, sugeriu aos representantes da prefeitura que definissem um espaço e cadastrassem os vendedores ambulantes para o livre comercio de bebidas e alimentos.

3000aa27-6bab-4f96-80b3-d7cff763e515

O site Timbaúba Agora participou com exclusividade de uma audiência com o objetivo de estabelecer e definir critérios de organização voltados para a comercialização na temporada do São João 2017, que acontece entre os dias 23 e 29 de junho. O Ministério Público através do promotor de Justiça, doutor João Elias, reuniu na manhã desta terça-feira (20), representantes da prefeitura de Timbaúba e vendedores temporários interessados no evento. O encontro aconteceu as 9h, no auditório da Promotoria de Justiça, em Três Cocos.

Um comerciante insatisfeito com as regras impostas pela empresa de bebidas patrocinadora do São João acionou o Ministério Público para solucionar o impasse. Ele informou que, em reunião com representantes da cerveja "oficial" do São João 2017, os pequenos comerciantes seriam obrigados a comprar os produtos na empresa e vender a um preço não viável aos ambulantes. “Nós aproveitamos os festejos juninos para ganhar um dinheiro extra e eles (patrocinadores) querem nos tirar esse direito”, disse o vendedor indignado. Já o diretor Rogério Falcão relatou que a restrição será apenas no evento fechado, porém, o calçadão em frente à estação será reservado para o comércio livre.

b250c33e-3810-415a-804f-b1b8c96aa2fb

“Estamos hoje definindo alinhamentos entre comerciantes e administração municipal, tendo em vista ouvir sugestões que possibilitem que os últimos detalhes entre as partes sejam concluídos”, disse o promotor. Além do representante do Ministério Público, a reunião também contou com a presença do diretor de eventos Rogério Falcão, do secretário de Comércio Industria e Agricultura, Marcos Ferreira, e diretor de Agricultura e Comércio, Olívio Neto.

Na ocasião também ficou definido que a coordenação responsável pelo evento fará um cadastro junto à organização dos vendedores que trabalharão durante os festejos juninos e a diretoria de eventos convocou todos os comerciantes para uma reunião nesta quarta-feira, dia 21 de junho, às 15h.

“Na reunião desta quarta-feira, as 15 horas, serão abordados assuntos referentes ao regulamento para pontos de venda e procedimentos de fiscalização. Iremos orientar esses comerciantes sobre as regras para a comercialização. Por isso, é de extrema importante a presença de todos, para que possamos tirar todas as dúvidas sobre o regulamento para pontos de venda”, disse Rogério Falcão.

Após cerca de uma hora de negociação, onde as partes foram ouvidas pelo Ministério Público, vendedores ambulantes e prefeitura chegaram a um acordo e critérios terão que ser obedecidos entre as partes. Enfim os ambulantes estão liberados para venderem produtos de qualquer marca e preços compatíveis com o bolso dos menos privilegiados, exceto nas áreas “Vips”, claro.

Por: Reginaldo A. Silva/Timbaúba Agora 

Comentários

Outras notícias