GB Bateiras

19/06/2017 às 12h48m - Atualizado em 20/06/2017 às 08h46m

Briga de gangues termina em mais três assassinatos em Teresina; seis mortos em apenas um dia

Número de mortos da segunda-feira equivale a mais da metade do número registrado até dia 16 de junho.

iml_piaui

Um acerto de contas entre gangues rivais no povoado Soinho terminou com dois homens mortos no local; um homem levado ferido, que posteriormente faleceu, e outro homem baleado que conseguiu fugir. Um idoso que passava pelo local também foi atingido de raspão por uma bala perdida.

Segundo o tenente das Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone), Rafael Nepomuceno, informações deram conta que um grupo em duas motos e um carro fez uma emboscada contra quatro homens em um carro. “Os quatro foram alvejados e dois deles morreram no local, nas proximidades. Um foi levado muito grave para o hospital e outro fugiu muito grave e armado”, relatou o tenente Rafael Nepomuceno acrescentando que um dos homens mortos responde a mais de 10 processos por homicídio.

Nepomuceno explicou ainda que os outros respondem também a crimes como homicídio e tráfico. “A gente tem conhecimento de várias situações que envolvem eles. Um deles estava aqui visitando uma tia e foram emboscado. Quando ele foi abordado por uma guarnição nossa ele falou que tinha mais ou menos 50 homicídios. A gente não sabe o quanto isso é verídico”, comentou o tenente da Rone.

O policial militar confirma que houve uma troca de tiros entre os homens durante a emboscada. “Como há marcas de tiro saindo de dentro do carro e a gente tem ciência de um dos que fugiram estava armado, pelo menos uma arma tinha no carro”, reforçou. Ainda não há informações sobre quem montou a emboscada. “Como eles tinham muitos desafetos a gente não sabe dizer quem seriam os desafetos. A família também não sabe. Tem um ou outro nome, mas nada concreto”, disse Nepomuceno.

Segunda registra 6 homicídios; mais da metade do registrado no mês

O comandante geral da Polícia Militar, Coronel Carlos Augusto, confirmou que o tiroteio foi resultado de um confronto entre gangues rivais relacionadas ao tráfico de drogas na Zona Leste de Teresina. “O que nós acreditamos é que tenha sido um acerto de contas entre eles. Um deles tinha escapado há um mês atrás de uma tentativa de homicídio contra ele”, comentou o comandante geral.

O coronel Carlos Augusto reconheceu que a segunda-feira (19) foi um dia difícil, com o registro de seis homicídios em apenas um dia enquanto nos 16 primeiros dias de junho foram registrados 9 assassinatos. “Hoje foi um dia muito difícil para a polícia, mas estamos muito próximos de prender estas pessoas, identificando os responsáveis através da polícia civil”, ressaltou.

Comentários

Outras notícias