17/06/2017 às 08h32m

Detento é morto a pedradas em presídio do Complexo do Curado, no Recife

Caso aconteceu na madrugada desta sexta (16), no PJALLB. Segundo Sindicato dos Agentes Penitenciários, confusão fora do presídio teria motivado assassinato.

o_presidio_juiz_antonio_luis_lins_de_barros

Um reeducando foi morto a pedradas dentro do Presídio Juiz Antônio Luiz Lins de Barros (Pjallb), integrante do Complexo Prisional do Curado, na Zona Oeste do Recife, na madrugada desta sexta-feira (16). De acordo com a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), outros dois detentos são suspeitos de terem praticado o crime e foram encaminhados ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Este ano, segundo a Seres, já foram cinco mortes de detentos, dentro de unidades prisionais do Estado. O caso aconteceu por volta das 1h30. O Sindicato dos Agentes Penitenciários de Pernambuco (Sindasp-PE) apontou que informações iniciais dão conta de que a briga teria sido motivada porque a vítima teria assassinado, ainda em liberdade, um primo dos suspeitos e estaria, de dentro do presídio, ameaçando a família dos dois detentos.

De acordo com a Seres, a gerência da unidade acionou o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para autuação em flagrante, o Instituto de Criminalística (IC) e o Instituto de Medicina Legal para providências cabíveis.

O detento que morreu não chegou a ser socorrido, porque já estava morto quando foi encontrado pelos agentes penitenciários. Ele foi identificado pela Seres como Maycon Santana da Silva.

Do G1 PE

 

 

Comentários

Outras notícias