17/06/2014 às 15h21m - Atualizado em 17/06/2014 às 18h42m

Macaparana vive dia de terror e dois homicídios são registrados na cidade na segunda (16)

Em menos de dez dias três homicídios são registrados em Macaparana, assaltos a mão armadas e arrombamentos também estão se tornando cada vez mais frequentes no município

O primeiro homicídio da segunda-feira (16).

Aconteceu ainda pela madrugada, Deangeles Rodrigues de Assis, 25 anos, foi assassinado nesta segunda-feira (16) na Travessa Luiz Morais, em Macaparana. Ele foi esfaqueado e deu entrada no Hospital do município já sem vida.

A polícia recolheu informações no local com populares sobre o acusado de ter cometido o ato criminoso e foram informados que teria sido o menor infrator de iniciais D.D.N., de 17 anos.

Pouco tempo depois o menor foi encontrado e mesmo alegou a polícia legitima defesa depois de uma discussão em um bar após a vítima pedir ao acusado para pagar cerveja por duas vezes.

O menor ainda informou que ao deixar o estabelecimento comercial Deangeles se aproximou em uma moto, armado com faca e iniciou outra discussão. O adolescente conseguiu tomar a faca da vítima e o atingiu com um golpe, fugindo logo em seguida e jogando o objeto em um matagal.

O acusado apresentou escoriações no nariz, testa e no ombro esquerdo e foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil de Nazaré da Mata.

Segundo Homicídio da segunda (16).

Já no início da manhã o segundo homicídio foi registrado em Macaparana, dessa vez foi na Rua Vigário Melo, no centro da cidade. O crime aconteceu por volta das 5 da manhã.

João Alexandre Pereira de Amorim, 18 anos, residente na Rua Lourenço Tavares de Melo, Centro de Macaparana, foi encontrado morto com três perfurações de arma branca no peito.

Familiares e populares não souberam informar o motivo do crime. O corpo da vítima foi removido do local por uma funerária e levado para o IML (Instituto Médico Legal), no Recife.

O caso foi registrado e será investigado pela Delegacia de Polícia de Macaparana.

Homicídio anterior

No domingo 09 de junho, há menos de dez dias um ex-presidiário, Edson da Silva, conhecido na localidade por “EDI” tinha 26 anos, foi atingido no tórax por dois disparos de arma de fogo na Rua Vicente Gomes de Andrade por trás do Hospital da cidade, e morreu no local.

Timbaúba Agora com informações da Polícia Militar

Comentários

Outras notícias