Black Friday Ubannet

16/06/2015 às 11h21m - Atualizado em 16/06/2015 às 17h05m

Morre universitário arremessado de ônibus no Recife

Harlynton dos Santos, 20 anos, sofreu fraturas na bacia e na costela e não resistiu

Harlynton dos Santos tinha 20 anos e estudava biologia na UFRPE. Foto: Facebook/Reproduçãodos Santos tinha 20 anos e estudava biologia na UFRPE.

Morreu no fim da manhã desta terça-feira o universitário que caiu de um ônibus em movimento no Terminal do Cais de Santa Rita, centro do Recife, na noite desta segunda-feira. Harlynton dos Santos, de 20 anos, que cursava biologia na Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), sofreu fraturas na bacia e na costela e estava internado Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Português, onde chegou a ser submetido a duas cirurgias de emergência, na bacia e no instestino.

O acidente aconteceu por volta das 23h30 e o estudante teria batido na porta para que o motorista do coletivo abrisse. Harlynton estaria no primeiro degrau da escada quando o conduor teria dado partida. O universitário caiu e bateu nas grades do terminal. O pai de Harlynton , Jocely dos Santos, prestou queixa do caso nesta manhã na Central de Plantões, em Campo Grande. Ele afirmou que o motorista não abriu a porta e contou que o filho teria se pendurado no veículo, sendo arremessado por cerca de cinco metros.

Harlynton esperava o ônibus da linha Imip/Tancredo Neves, da empresa Vera Cruz, e seguiria para casa, depois de ter ido ao cinema.

Nesta terça-feira a polícia ouviu José Cândido da Silva, que dirigia o coletivo no momento em que o estudante foi arremessado. Outra pessoa, cujo nome não foi revelado, teria testemunhado o acidente e também prestou depoimento. Ambos foram liberados em seguida.

Em entrevista à TV Clube, o pai do universitário cobrou justiça. "Quem vai se responsabilizar por isso? É o governador? É a Vera Cruz? O Grande Recife?", questionou.

Em nota, o Hospital Português confirmou a morte do universitário:

Harlynton Lima dos Santos, 20 anos, deu entrada no Real Hospital Português na madrugada de hoje (15/06), às 00h33, com politraumatismo. Foi submetido à cirurgia para conter sangramentos e estabilizar múltiplas fraturas e internado no Centro de Terapia Intensiva, unidade especializada em trauma. Não resistiu aos múltiplos ferimentos e foi a óbito às 10h50. O corpo será encaminhado ao Instituto de Medicina Legal – IML.

Dr. Genes Felipe Rocha Cavalcanti – médico intensivista

Caso Camila Mirele - No dia oito de junho completou um mês do acidente de ônibus que matou a estudante Camila Mirele Pires da Silva. A universitária saía da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), onde estudava biomedicina, e seguia para casa no coletivo que fazia a linha Barro-Macaxeira, operada pela empresa Metropolitana. O ônibus estava em movimento pela BR-101, na Cidade Universitária, na Zona Oeste do Recife, quando a porta se abriu e a jovem foi arremessada para fora do veículo. Camila foi socorrida para o Hospital Getúlio Vargas, na Zona Oeste, mas não resistiu aos ferimentos.

O prazo para a conclusão do inquérito sobre o caso expiraria na segunda-feira passada, mas foi prorrogado. O pedido foi feito pelo delegado Newson Mota, da Delegacia de Acidentes e Delitos de Trânsito. "Existe um trâmite burocrático. O Ministério Público vai analisar, ler as peças, verificar a necessidade e se pronunciar de quanto será o novo prazo", detalhou o delegado.

Para concluir as investigações, Motta disse que aguarda os laudos do Instituto de Criminalística (IC), informações da empresa e a realização de alguns procedimentos que possam vir a ser necessários, devido aos resultados da perícia.


As informações são do Diário de Pernambuco
Foto: Facebook/Reprodução

Comentários

Outras notícias