Black Friday Ubannet

14/06/2015 às 09h35m - Atualizado em 14/06/2015 às 10h04m

Náutico perde a invecibilidade ao ser derrotado por 2x0 para o Atlético-GO

Time alvirrubro não jogou bem e amargou a sua primeira derrota depois de seis rodadas neste sábado

Lisca não conseguiu fazer com o que o time reagisse após uma má jornada / Foto: Alexandre Gondim/JC ImagemLisca não conseguiu fazer com o que o time reagisse após uma má jornada

O Náutico perdeu a invencibilidade de seis partidas na Série B do Brasileiro. Com um futebol sem imaginação, o time foi derrotado por 2x0 para o Atlético-GO, neste sábado (13/6), no Serra Dourada, em Goiânia, pela 7ª rodada. O alvirrubro permanece no G-4 com 16 pontos. A equipe atleticana se reabiltou e deixou a zona de rebaixamento. Pulou da 19ª colocação para a 7ª com sete pontos. O Timbu volta a jogar na terça-feira (16), diante do Paysandu, na Arena PE.

O Náutico não conseguiu respirar nos primeiros minutos de jogo. O Atlético foi para cima. Logo a um minuto, o lateral Sidcley cobrou escanteio da esquerda. O zagueiro Marcus Vinícius, subiu sozinho, e cabeceou colocado no canto direito, mas Júlio César fez uma grande defesa. Depois, aos três, o lateral Éder Sciola cruzou na área e o goleiro alvirrubro saiu para fazer outra boa intervenção.

A pressão do Dragão goiano não parou. Assim, aos seis, o volante Pedro Bambu, pela direita, mandou a bola na área para o atacante Juninho, livre, cabecear no lado direito e fazer 1x0, sem defesa para Júlio César.

Com o gol, o Atlético diminuiu um pouco o ritmo. Uma tentativa de atrair mais o Náutico. No entanto, o time alvirrubro não se acertava. Os meias Hiltinho e Bruno Alves não eram efetivos e nem tinham o apoio do volante Marino, enquanto Rogerinho estava perdido, sem marcar bem. Dessa forma, o atacante Douglas ficou isolado. Os laterais também não funcionavam e o garoto Piauí avança va em demasia e sem ter cobertura.
Apesar dos defeitos, o Náutico passou a ter mais a bola. Aos 18, Bruno Alves apareceu bem na frente e finalizou para uma defesa do goleiro Márcio.

Inofensivo no ataque, o Náutico não sofreu o segundo gol devido a duas defesas de Júlio César em arremantes do atacante Arthur e do volante Pedro Bambu.

No segundo tempo, o Náutico voltou com o meia Pedro Carmona no lugar de Bruno Alves. O time ganhou um pouco de organização. No entanto, o Atlético foi eficiente. Aos sete, Pedro Bambu escapou pela direita e cruzou para Athur aumentar para 2x0, depois de dividir com Júlio César.

Após o gol, o técnico Lisca tirou o lateral Guilherme para a entrada do atacante Josimar. O Náutico foi para cima do Atlético. Aos 13, Rogerinho entrou em velocidade e bateu forte para Márico rebater com um soco na bola. Depois, aos 18, Pedro Carmona cruzou na área e Rogerinho, sozinho, chutou fraco para a defesa do goleiro atleticano. Uma boa chance desperdiçada.

O comandante alvirrubro resolveu arriscar tudo e tirou também o lateral Piauí para entrada do atacante Renato. Como o Atlético recuou, o Náutico teve mais presença no ataque. Mas foi inecifiente e se limitou aos cruzamentos improdutivos e arremates de fora da área. Por isso, amargou a primeira derrota na competição.

FICHA DO JOGO
Atlético-GO: Márcio; Éder Sciola, Marcus Vinícius (Samuel), Marllon e Sidcley; Anderson Pedra, Pedro Bambu, Anderson Leite e Washington (Rodrigo Maranhão); Arthur e Juninho (Zezinho). Técnico: Jorginho.

Náutico: Júlio César; Guilherme (Josimar), Diego, Fabiano Eller e Piauí (Renato); João Ananias, Marino, Bruno Alves (Pedro Carmona) e Hiltinho; Rogerinho e Douglas. Técnico: Lisca.

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia. Árbitro: Alinor Silva da Paixão (MT). Assistentes: Paulo César Silva Faria e Fábio Rodrigo (MT). Gols: Juninho aos 6 minutos do 1º tempo, Arthur aos 7 do 2º. Cartões amarelos: Douglas, Marino (N), Éder Sciola, Anderson Leite, Anderson Pedra (A). Renda: R$ 22.640. Público: 1.108.


Do JC Online
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Comentários

Outras notícias