Black Friday Ubannet

13/06/2016 às 08h29m

Santa Cruz volta a jogar mal, perde para o Santos a terceira seguida e encosta no Z4

Equipe coral sente peso dos desfalques de Keno e Grafite e perde de 2 a 0, no Arruda

Com nova derrota e estacionado nos oito pontos, Santa Cruz começa a encostar na zona de rebaixamento. (As informações ssão do Diario de Pernambuco / Super Esporte)

O alerta está ligado e deixa claro que o foco do campeonato para o Santa Cruz mudou. Após três derrotas seguidas e nenhum gol marcado, o time de Milton Mendes começa a ver a zona de rebaixamento de mais perto. Está a apenas um ponto de distância. Diante do Santos, neste domingo, no Arruda, o time resumiu o momento que vive. Teve claras dificuldades ofensivas e sentiu o peso dos desfalques diante das poucas opções que tem no elenco. O resultado foi um 2 a 0 preocupante. Na próxima quarta-feira, contra o Figueirense, novamente nos seus domínios, o time coral tenta reverter o cenário de pessimismo.

Antes mesmo do jogo começar, os vetos aos atacantes Grafite e Keno davam claros sinais de que o time coral teria dificuldade no setor ofensivo. As duas baixas por contusão se juntaram ainda à ausência do volante Uillian Correia, suspenso. Sem eles, o Santa Cruz teve a sua criatividade, baseada na velocidade, e capacidade de conclusão tolhidas.

Alex Bolaño não conseguiu dar qualidade no primeiro passe para impulsionar o contra-ataque. Alternando entre o meio e o lado esquerdo do campo com Lelê, Fernando Gabriel, substituto de Keno, foi incapaz de criar qualquer ação ofensiva. Sendo assim, a última novidade, o atacante Bruno Moraes, não teve qualquer chance de chutar a gol sequer.

Aliás, durante toda a primeira etapa, o Santa Cruz se resumiu a um chute para muito longe da meta rival, aos 27 minutos, com João Paulo. Enquanto isso, o Santos matinha mais a bola nos pés. Rodava o jogo e deixava o Tricolor preso na defesa. Apesar da pouca efetividade no ataque, o Peixe conseguiu abir o placar, aos 44, com um lindo chute de Zeca de fora da área.

Segundo tempo
Na etapa final, Milton Mendes tentou corrigir a inoperância ofensiva do Santa Cruz. Assim, sacou Bolaño e Bruno Moraes para as entradas de Leandrinho e Wallyson, respectivamente. Ganhou em mobilidade. Logo aos dois minutos, Arhtur chegou a criar uma chance clara chutando de fora da área. Três minutos depois, mais duas grandes oportunidades em sequência com Fernando Gabriel de longa distância e uma cabeçada de Arthur.

O Tricolor parecia ter crescido na partida até que teve seu melhor momento destruído por uma arma que costuma usar dentro do Arruda. Em rápido contra-ataque, o Santos fez o segundo gol com Joel, aproveitando o rebote, aos 19 minutos. Em seguida, o Santa esbarrou na incompetência para finalizar e nos muitos erros de passe. Acabou o jogo vaiado.

Ficha do jogo

Santa Cruz 0

Tiago Cardoso, Léo Moura, Neris, Danny Morais e Tiago Costa; Alex Bolaño (Leandrinh, no intervalo), João Paulo, Fernando Gabriel (Daniel Costa, aos 25min do 2T), Lelê e Arthur; Bruno Moraes (Wallyson, no intervalo). Técnico: Milton Mendes.

Santos 2
Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia, Renato, Léo Cittadini (Serginho) e Vitor Bueno; Paulinho (Ronaldo Mendes) e Joel (Elano). Técnico: Dorival Júnior.

Estádio: Arruda (Recife-PE). Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO). Assistentes: Bruno Raphael Pires (Fifa-GO) e Leone Carvalho Rocha (GO). Gols: Zeca (44min do 1T), Joel (aos 19min do 2T). Cartões amarelos: Wallyson; Paulinho, Zeca. Público: 16.464 pessoas. Renda: R$ 182.805,00.

Comentários

Outras notícias