Black Friday Ubannet

12/06/2019 às 21h32m - Atualizado em 13/06/2019 às 14h53m

Professores da UFPE aderem à greve geral

A Greve Geral Unificada é um ato que reunirá diversas categorias e tem como objetivo mostrar a rejeição popular em relação a medidas aplicadas pelo governo federal.

mulheres-protesto

A Greve Geral Unificada contra a Reforma da Previdência e em Defesa da Educação, prevista para a próxima sexta-feira (14), terá participação dos professores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), por meio da Associação dos Docentes da UFPE (Adufepe). O ato será realizado na Avenida Guararapes, no bairro de Santo Antônio, Centro do Recife, às 14h. Em Caruaru, o encontro será realizado pelos docentes do Centro Acadêmico do Agreste, juntamente à Frente Brasil Popular. Eles irão se encontrar em frente ao Grande Hotel, às 8h.

O presidente da Adufepe, Edeson Siqueira, acredita que o ato é uma forma de continuar com as ações a favor da educação. "Nós deliberamos em assembleia a paralisação no dia 15 de maio e, devido à grande mobilização, os estudantes chamaram um outro movimento para o dia 30 de maio, que foi extremamente exitoso. Agora vamos fazer uma paralisação, não somente com a pauta da educação, mas também contra a Reforma da Previdência”, afirma o docente, segundo informações divulgadas pela assessoria de imprensa.

A Greve Geral Unificada é um ato que reunirá diversas categorias e tem como objetivo mostrar a rejeição popular em relação a medidas aplicadas pelo governo federal, como a Reforma da Previdência. Para isso, a ideia dos organizadores é que no dia 14 de junho, todos os locais de trabalho, comércio e repartições públicas sejam paralisados.

Outras mobilizações também foram realizadas no mês de maio a favor da educação e contra a Reforma da Previdência. Nos dias 15 e 30 do mês, milhares de manifestantes foram às ruas pedir a revogação dos cortes na educação e o encerramento do projeto de reformulação da previdência pública. 

Comentários

Outras notícias