Black Friday Ubannet

12/06/2016 às 17h21m - Atualizado em 12/06/2016 às 17h35m

Sport volta a falhar na defesa, perde para Coritiba e está de volta à zona de rebaixamento

Leão chegou a sair na frente, mas não teve competência para segurar resultado no Couto Pereira, saindo de campo com uma derrota por 3 a 2 pela 7ª rodada da Série A

Leão teve seus dois gols marcados por Diego Souza, mas permitiu que donos da casa virassem partida em jogo que o setor defensivo ficou devendo. (As informações são do Diário de Pernambuco)

Após duas boas apresentações, o Sport voltou a atuar mal e como punição está novamente na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Em um frio Couto Pereira, os rubro-negros apresentaram muitas falhas defensivas e com pouca força ofensiva acabaram derrotados, de virada, pelo Coritiba, que não vencia há cinco rodadas, por 3 a 2, na manhã deste domingo. Dois dos três gols foram sofridos em lances de bola parada (lateral e escanteio), enquanto outro foi fruto de falha individual de Matheus Ferraz. Na frente, Diego Souza, autor dos dois gols, foi um dos poucos que se salvou.

Com o resultado, o Leão caiu para a 17ª colocação, com cinco pontos, e ainda pode perder mais uma posição caso o Cruzeiro vença o clássico contra o Atlético-MG à tarde. Na próxima quarta-feira, outro desafio fora de casa. Dessa vez contra o Santos, na Vila Belmiro.

Coritiba e Sport entraram em campo sob um frio de seis graus no Couto Pereira. Temperatura que refletiu o início da partida, com um jogo de muita marcação e pouca criação, com as duas equipes se estudando em campo. Frio em emoções. Tanto que o primeiro chute a gol só saiu aos 14 minutos, com o meia Ruy, sem muito perigo para a meta de Magrão.

Já o Sport, que pela quarta vez consecutiva manteve a base da equipe, tendo apenas o volante Ronaldo como novidade, substituindo de forma improvisada Samuel Xavier, suspenso, na lateral direira, a rigor só teve uma oportunidade na primeira etapa. Menos mal, que com 100% de aproveitamento.

Aos 24 minutos, após boa jogada de Éverton Felipe pela direita, Edmilson cruzou rasteiro para tras e Diego Souza precisou chutar três vezes para vencer o goleiro Wilson e abrir o marcador. Placar que a essa altura era maior que a atuação leonina. Porém, os rubro-negros não tiveram competência para segurar a vantagem até o intervalo.

Em um lance de falta de atenção da defesa, após cobrança de lateral, a bola passou por toda a zaga até encontrar Ruy, que chegou antes de Ronaldo e de bico empatou a partida, aos 37 minutos. O gol animou os donos da casa que pressionaram e só não conseguiram a virada graças a uma ótima defesa de Magrão, já aos 47, após toque de cabeça de João Paulo, em outra falha de marcação pernambucana em bola parada.

As duas equipes voltaram com as mesmas formações. Mas ao contrário da etapa inicial, o segundo tempo começou quente. Logo aos dois minutos, o Coritiba ganhou de presente a virada após Matheus Ferraz voltar a falhar na temporada, ao perder a bola na intermediária. Na sequência do lance, Kleber só teve o trabalho de tirar de Magrão.

A desvantagem, porém, não abalou o Sport que respondeu de imediato. Quatro minutos depois, Everton Felipe fez nova boa jogada pela direita e cruzou, Wilson conseguiu defender a cabeçada de Gabriel Xavier, mas novamente Diego Souza estava no rebote para deixar tudo igual novamente. O empate imediato poderia dar o ânimo necessário para o Leão buscar uma nova virada. mas não demorou para a equipe pernambucana sofrer novo revés causado por Matheus Ferraz. Expulso aos 12 minutos após cometer falta na entrada da área.

Para recompor a defesa, o técnico Oswaldo de Oliveira sacou Everton Felipe para a entrada xará prata da casa na zaga. Não adiantou. Em nova falha de marcação em lance de bola parada, Luccas Claro subiu mais alto que Edmilson e Durval para cabecear no canto de Magrão e deixar o Coritiba novamente na frente, aos 25 minutos.

Como última alternativa, o comandante rubro-negro ainda tentou apostar na velocidade ao colocar em campo os estrangeiros Lenis e Rodney Wallace, nas vagas de Edmilson e Gabriel Xavier. E ainda voltou a ter o mesmo número de jogadores em campo, com a expulsão do meia Juan aos 40 minutos. Mas não houve força para uma nova reação.

FICHA DO JOGO

Coritiba 3

Wilson; Dodô, Luccas Claro, Juninho e Carlinhos; Edinho, João Paulo (Felipe Amorim), Ruy (Fábio Braga) e Juan; Vinicius (Evandro) e Kleber. Técnico: Pachequinho
Sport 2
Magrão; Ronaldo, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Serginho, Gabriel Xavier (Rodney Wallace), Diego Souza e Éverton Felipe (Oswaldo); Edmilson (Lenis). Técnico: Oswaldo de Oliveira
Estádio: Couto Pereira, em Curitiba. Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC). Assistentes: Carlos Berkenbrock e Alex dos Santos (ambos de SC). Gols: Diego Souza (24 min do 1° e aos 6 min do 2º)), Ruy (37 min do 1º) e Kleber (2 min do 2º), Luccas Claro (25 mi do 2º). Cartões amarelos: Matheus Ferraz, Serginho, Renê e Ronaldo (S) , Dodô, Kleber, João Paulo, Juan, Luccas Claro ( C). Expulsões:Matheus Ferraz (S), Juan (C ). Público: 8.600. Renda: R$ 126.960

Comentários

Outras notícias