Black Friday Ubannet

10/06/2015 às 11h06m - Atualizado em 12/06/2015 às 05h15m

Policiais civis decidem cruzar os braços por 48 horas a partir de quarta-feira

Decisão foi tomada pela categoria após assembleia realizada na noite desta segunda-feira (8)

Entre os principais pontos reivindicados pelos policiais civis estão a fixação da gratificação por função policial em um percentual de 225% para todos os policiais civis do Estado / Foto: Sinpol-PE/ DivulgaçãoEntre os principais pontos reivindicados pelos policiais civis estão a fixação da gratificação por função policial em um percentual de 225% para todos os policiais civis do Estado

Os policiais civis de Pernambuco decidiram na última segunda-feira (8), após assembleia realizada na sede do sindicato da categoria, em Santo Amaro, área central do Recife, cruzar os braços nestas quarta (10) e quinta-feiras (11). Durante a parada, apenas flagrantes e locais de homicídio serão atendidos pela categoria. Esta será a segunda paralisação do grupo em menos de 30 dias. No último dia 19, os policiais pararam durante 24 horas para chamar a atenção do governo e da população para sua pauta de reivindicações.

Antes de fazer a assembleia, uma comissão de policiais se reuniu com representantes da Secretaria de Administração do Estado para debater as solicitações da categoria. Sem avanços, o grupo optou por, mais uma vez, paralisar as atividades, desta vez por 48 horas.

Entre os principais pontos reivindicados pelos policiais civis estão a fixação da gratificação por função policial em um percentual de 225% para todos os policiais civis do Estado, inclusão dos peritos papiloscopistas no Quadro Técnico Policial e reposição inflacionária para o ano base de 2015.

De acordo com o Sinpol-PE, no encontro com o governo foram-lhes oferecidos apenas as progressões já prometidas no ano passado.


As informações são do JC Oline

Comentários

Outras notícias