GB Bateiras

07/06/2017 às 07h26m - Atualizado em 07/06/2017 às 08h26m

Governo do Estado antecipa parcelas do Chapéu de Palha e libera R$ 8,67 milhões para a Mata Sul

Antecipação dos recursos irá beneficiar diretamente 20.494 famílias dos diversos municípios da região, ajudando na recuperação da economia local

img-alusio-moreira-81992495779_17

O Programa Chapéu de Palha, por determinação do governador Paulo Câmara, vai antecipar o pagamento das bolsas para os beneficiários da Zona da Mata Sul de Pernambuco em razão das fortes chuvas que atingiram a região recentemente. A Secretaria de Planejamento e Gestão, que coordena o programa, já providenciou a antecipação dos recursos junto à Caixa Econômica Federal e liberará as duas primeiras parcelas da edição 2017 ainda em junho. A primeira será paga já a partir desta terça-feira (6/06) e, a segunda, a partir do dia 17/06.

De acordo com a coordenação do Chapéu de Palha, para antecipar o pagamento dessas parcelas foi necessário incluir todos os municípios da Mata Sul, mesmo aqueles que não estão em situação de emergência em decorrência das últimas chuvas. O processamento antecipado de cada folha implicará no pagamento de R$ 4.337.435,73, sendo R$ 4.121.514,11 referentes à modalidade Cana de Açúcar e R$ 215.592,30 na modalidade Pesca Artesanal, totalizando R$ 8,67 milhões.

A antecipação dos recursos irá beneficiar diretamente 20.494 famílias dos diversos municípios da Mata Sul, ajudando na recuperação das economias locais. Pelo calendário original, a primeira parcela seria paga na segunda quinzena de junho e, a seguinte, apenas a partir do dia 15 de julho.

Esta é a 11ª edição do Chapéu de Palha desde que ele foi recriado, em 2007. Durante o período da entressafra, os trabalhadores inscritos no programa recebem um auxílio financeiro complementar ao programa federal Bolsa Família de até R$ 256,42. Em todo o Estado, a edição 2017 do programa cadastrou 48.439 pessoas para as modalidades da Cana, Pesca e Fruticultura Irrigada. Considerando todo esse universo, o Governo do Estado irá desembolsar R$ 9,9 milhões com o pagamento das bolsas durante este mês de junho.

O secretário de Planejamento e Gestão, Márcio Stefanni, ressalta que o adiantamento das parcelas do Chapéu de Palha é apenas uma das ações determinadas pelo governador Paulo Câmara para atender à população impactada e propiciar uma reestruturação mais rápida das áreas atingidas.

“Além do adiantamento das bolsas do Chapéu de Palha também podemos citar a postergação da cobrança do ICMS para os comerciantes que atuam nas áreas impactadas, o abono nas contas de água pela Compesa e a contratação imediata de novos fornecedores que estão abastecendo as cidades, entre outras”, detalhou Stefanni, que coordena o Gabinete de Crise responsável pela Operação Prontidão.

A Operação Prontidão foi deflagrada pelo Governo de Pernambuco na semana passada para restabelecer serviços públicos de forma mais rápida, dar assistência às populações atingidas e ajudar na recuperação das cidades afetadas pelas fortes chuvas. Além do Gabinete de Crise Central, montado no Palácio do Campo das Princesas, foram instalados escritórios locais nos 15 municípios mais atingidos, que funcionam sob a responsabilidade de secretarias estaduais. A Seplag responde pelos escritórios de Água Preta e Gameleira.

Comentários

Outras notícias