05/06/2017 às 19h47m

Pedreiro se entrega à polícia após matar suspeito de estuprar mãe dele, em Petrolina

O assassinato aconteceu no dia 27 de maio. A mãe do pedreiro é deficiente física e não fala. O autor do assassinato não demonstrou arrependimento

petrolina-pe

Um pedreiro de 33 anos foi preso após confessar ter matado e enterrado no quintal da casa onde mora, em Petrolina, o corpo de um homem de 43 anos suspeito de estuprar a mãe dele. O crime ocorreu há cerca de 15 dias e só foi descoberto porque Cícero Rogério Santos Oliveira, de 34 anos, procurou a delegacia e comunicou o homicídio, neste domingo (4).

A mãe do pedreiro é deficiente física, ela é tetraplégica, e também não fala. Segundo informações do delegado responsável pelo caso, Daniel Moreira, o assassinato aconteceu no dia 27 de maio na Rua da Chesf, no bairro José e Maria, Zona Leste da cidade.

O homem suspeito de estuprar a mulher, Edilson Inácio da Silva, tinha um quarto alugado na casa do pedreiro. “Ele (o pedreiro) percebeu que ele (o homem morto) pudesse estar tentando fazer alguma coisa porque ela usa fralda geriátrica e ela estava sem fralda”, relatou o delegado.

De acordo com o delegado, eles discutiram e o pedreiro pegou um pedaço de madeira de uma cama desmontada e deu três golpes na cabeça da vítima. “Como ele não sabia o que fazer e tinha um buraco de um pé de mamão no quintal e aumentou esse buraco, cavou mais e enterrou a vítima no quintal”, completou, acrescentando que o assassino não demonstrou arrependimento.

Prisão

Após se entregar, a polícia foi até a casa do pedreiro acompanhada do Instituto de Criminalística (IC) e peritos do Instituto de Medicina Legal (IML). O corpo de Edilson Inácio estava enterrado em avançado estado de decomposição.

O autor do crime teve a prisão temporária decretada e foi encaminhado à Penitenciária Dr. Edvaldo Gomes, em Petrolina.

Da Rádio Jornal

Comentários

Outras notícias