GB Bateiras

05/06/2014 às 17h26m

Taxista de 77 anos é assassinado dentro do carro no Recife

Delegado descarta latrocínio porque dinheiro apurado estava no carro. Moradores da área dizem que casal anda realizando assaltos.

Rua onde o taxista foi assassinado, no Recife

O taxista Luiz Ernesto Ramos, de 77 anos, foi morto com um tiro à queima-roupa, no rosto, dentro do táxi em que trabalhava, um corsa de placa PEY-4353. O crime ocorreu na noite de quarta-feira (4), na Rua Hemetério Maciel, bairro da Várzea, Zona Oeste do Recife.

Moradores da área atribuem o crime a um casal que vem assaltando taxistas na região. Uma mulher loura que estava no banco de trás teria acionado o gatilho e o homem estava no banco da frente. No entanto, o delegado João Felipe, da Força Tarefa da Polícia Civil, descarta a possibilidade de latrocínio - roubo seguido de morte - porque o dinheiro do apurado do dia estava dentro do carro, cerca de R$ 300. “Além desse dinheiro e todo o material , o taxímetro estava ligado. Acredita-se que depois do crime os suspeitos correram do local”, disse o delegado.

O taxímetro do veículo estava ligado e registrava uma corrida de R$ 19. O pé do taxista pisava no freio e as mãos estavam no volante. A porta do lado do passageiro estava aberta. O carro, que ficou com o vidro do parabrisas trincado por marca de bala, vai ser analisado por peritos do Instituto de Criminalística.

O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML), no Recife, onde a família já está presente. "Ele sempre ia pra esse lugar, toda quarta feira. Acho que foi discussão, o passageiro não quis pagar a corrida e assassinou covardemente, deram um tiro na cabeça dele por trás", analisou o filho do taxista, Luiz Roberto Ramos.

Com informações do G1PE

Foto: Everaldo Silva/ TV Globo

Comentários

Outras notícias