GB Bateiras

03/06/2017 às 22h05m

São João de Caruaru deve atrair 2,5 milhões de pessoas em 17 Polos espalhados pela cidade

Abertura do evento será neste sábado (3) com shows de Orquestra de Pífanos, 'Fulô', Elba e Alcymar Monteiro. Serão 28 dias de festa em 17 polos de animação até 29 de junho.

so_joo_de_caruaru_2017

As informações são do G1 Caruaru

A edição 2017 do Maior e Melhor São João do Mundo, em Caruaru, começa neste sábado (3) e promete levar aos 17 polos do festejo atrações para todos os gostos, que vão desde o forró tradicional à música eletrônica.

Confira a programação completa do São João de Caruaru

No principal polo, o Parque de Eventos Luiz Gonzaga, a primeira noite de shows contará com apresentações da Orquestra de Pífanos e Maestro Mozart Vieira, Fulô de Mandacaru, Alcymar Monteiro e Elba Ramalho. Para este ano, a prefeitura espera que 2,5 milhões de pessoas passem pela cidade nos 28 dias de festa, que segue até 29 de junho.

Ainda no Parque de Eventos, o público poderá prestigiar as apresentações do DJ Alok, que estará pela primeira vez no São João de Caruaru, da dupla Bruno e Marrone, e de artistas como Dorgival Dantas, Flávio José, Azulão e Alceu Valença. Os shows têm início às 20h neste polo.

A proposta do São João 2017, de acordo com a gestão municipal, é fazer um festejo descentralizado, contemplando vários bairros de Caruaru com mais de 400 apresentações culturais. Além do tradicional Juizado do Forró, que visa resolver conflitos durante a festividade, a prefeitura ainda ressalta que irá promover políticas públicas para as mulheres, proteção à criança e ao adolescente, e para o público LGBT durante a festa.

Durante o mês de junho, o São João deve movimentar mais de R$ 200 milhões na economia da cidade e gerar mais de 6 mil empregos diretos e indiretos. Para o período, a prefeitura informou que há mais de 97% de ocupação da rede hoteleira.

Quanto à segurança do evento, a Secretaria de Defesa Social do estado (SDS-PE) ressaltou que haverá 13.115 policiais das quatro operativas (polícias Militar, Civil, Bombeiros e Científica) trabalhando no festejo. As equipes irão atuar nos polos do Pátio de Eventos, Estação Ferroviária, Alto do Moura e nas tradicionais Comidas Gigantes, além dos bairros do centro e zona rural.

Polos do festejo

Considerado um local alternativo do São João de Caruaru, o Polo Azulão terá shows de Lenine, Eddie, Júnio Barreto, Chico César e Almério. As apresentações serão na Avenida Rui Barbosa, sempre das 20h às 2h. Segundo a Fundação de Cultura e Turismo, 75% da programação do polo é formada por artistas de Caruaru e outra parte por artistas contratados por meio de edital.

Por outro lado, o Polo Juarez Santiago irá reunir trios de forró pé de serra, bandas de forró estilizado, orquestras e bandas de pífanos na antiga Estação Ferroviária. O espaço será ao lado dos polos do Repente, das Quadrilhas e da Casa do Forró. Os shows começam a partir das 20h.

O local homenageia o cantor e compositor Juarez Santiago, que morreu em 2011, aos 68 anos. O artista nasceu em São João, no Agreste de Pernambuco, em 1943. Juarez se mudou para Caruaru em 1949 e viveu toda a vida na cidade, que lhe concedeu o título de cidadão honorário em 2003. Em 2008, ele foi homenageado na festa.

São João com acessibilidade

Todos os anos é reservado um espaço no Pátio de Eventos para o "Camarote da Acessibilidade". No local, são disponibilizados recursos como rampa, corrimão, piso tátil, plataforma elevatória e banheiro adaptado.
Os voluntários trabalham quatro horas por noite no camarote durante a programação do São João. O objetivo do projeto é fortalecer e sensibilizar a sociedade pernambucana sobre a importância da garantia dos direitos e da cidadania dos idosos e pessoas com deficiência. De acordo com a assessoria, durante os shows haverá a interpretação em Libras de um dos shows da noite.

Homenageados

O jornalista e escritor José Condé, o artista plástico Gineton Magalhães, a cantora Joana Angélica e a atriz e diretora Arary Marrocos são os homenageados do São João 2017 de Caruaru. De acordo com a Fundação de Cultura e Turismo, os quatro homenageados representam diferentes vertentes artísticas no município.

Gineton Magalhães - Artista plástico caruaruense que faleceu em janeiro deste ano e completaria 50 anos de carreira em 2017. Ficou conhecido como um grande carnavalesco, tendo sido, rei momo em Carnavais. Gineton foi homenageado algumas vezes na cidade, como no 17º Salão de Artes Plásticas, promovido pelo Rotary Club Norte, e ainda no Troféu Ouro.

José Ferreira Condé - Conhecido como José Condé, o caruaruense foi jornalista e escritor. A obra mais famosa dele, “Terra de Caruaru”, recebeu o Prêmio Coelho Neto da Academia Brasileira de Letras. No romance regionalista, o autor fez um levantamento histórico e sociológico de Caruaru, mostrando o modo de vida dos moradores da cidade, as histórias do cangaço e os problemas da política local. Em 1961, a obra foi editada em Portugal. José Condé faleceu no Rio de Janeiro, em 1971.

Arary Marrocos - Atriz, produtora, encenadora, diretora, educadora. Junto com o marido, o ator, teatrólogo e diretor Argemiro Pascoal, falecido em 2012, fundou o Teatro Experimental de Arte. Entre os espetáculos realizados como diretora e atriz, estão as montagens de “O Baile do Menino Deus”, “A Menina que perdeu o gato enquanto dançava frevo na terça-feira de carnaval”, “O Eclipse”, “A Tristeza da La Ursa” e “Canção de Fogo”.

Joana Angélica - A cantora caruaruense, que foi esposa do cantor e compositor Azulão, fez parte da Banda do Camarão durante 30 anos. Hoje em carreira solo, ela já participou do grupo Karolinas com K, ao lado de Terezinha do Acordeon, Lourdes Silva e Maria Lafayete. A cantora comemora 50 anos de carreira em 2017.

Comentários

Outras notícias