Black Friday Ubannet

02/06/2016 às 14h33m

Prefeito de Catende preso por liderar esquema criminoso

Otacílio Alves Cortês (PSB) é acusado de liderar uma organização criminosa suspeita de emprego irregular de verbas públicas, corrupção, falsificação de documentos e lavagem de dinheiro.

Dois sacos de dinheiro foram apreendidos na operação – Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
(Por Jamildo Melo / Jornal do Commercio)

O prefeito da cidade de Catende, Otacílio Cordeiro (PSB), foi preso na manhã desta quinta-feira (02), acusado de liderar uma organização criminosa suspeita de emprego irregular de verbas públicas, corrupção, falsificação de documentos e lavagem de dinheiro, Além do prefeito, foram presas outras dez pessoas, incluindo o filho dele, Ronaldo Cordeiro, secretário de finanças, e a nora, esposa de Ronaldo, Andreza Paes. Os demais detidos são assessores do gestor.

As prisões fizeram parte da Operação Tsunami, deflagrada pela Polícia Civil. Também foram cumpridos 21 mandados de busca e apreensão e oito mandados de condução coercitiva. Foram apreendidos documentos, dinheiro, armas de fogo, computadores e celulares dos envolvidos. Os mandados foram cumpridos nas cidades de Catende, Palmares, Cupira, Altinho, Quipapá e Recife. Cerca de 200 policiais participaram da ação.

“A investigação versa sobre o emprego irregular de verbas públicas, essa associação criminosa que vinha praticando esses delitos. A liderança dessa associação é o prefeito”, afirmou o delegado Salustiano Albuquerque, responsável pela Diretoria Integrada das Especializadas.

Todos os detidos e o material apreendido foram levados para a sede do Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), Afogados, na Zona Oeste do Recife.

O procurador do município de Catende, Marcelo Antônio Silva, contesta que o prefeito Otacílio Cordeiro e afirma que seu mandado era de condução coercitiva. Ele informou que só irá se pronunciar após ter acesso aos autos. “Todas as ações e obras executadas pelo prefeito foram pautadas na mais absoluta transparência e lisura”, informou.

Segundo o procurador, ao perceber que a Polícia Civil estava em sua residência, em Catende, o prefeito Otacílio Cordeiro passou mal e foi internado. Ele está no Hospital Português, no Recife, onde deverá prestar depoimento. Marcelo Silva informou, ainda, que há pouco tempo o gestor passou 15 dias internado tratando-se de uma pneumonia.

Comentários

Outras notícias