Black Friday Ubannet

01/06/2019 às 16h56m - Atualizado em 01/06/2019 às 17h49m

Suspeito de matar radialista na Paraíba abraçou e pagou conta da vítima minutos antes de atirar

Joacir Oliveira Filho foi morto com um tiro no tórax, na última quinta-feira (30), em Campina Grande

radialista_assassinado_em_restaurante

As câmeras do estabelecimento onde um radialista foi morto mostraram que o suspeito de cometer o crime abraçou e pagou a conta da vítima minutos antes de atirar. Joacir Oliveira Filho, de 35 anos, foi morto com um tiro no tórax, na última quinta-feira (30), dentro de um restaurante em Campina Grande.

Um empresário é apontado pela polícia como autor do crime e foi capturado quando se preparava para fugir da cidade. As imagens do circuito de segurança mostram que antes do crime do empresário vai ao banheiro, cambaleando, e erra a porta. Depois ele paga a conta e só então atira à queima-roupa contra a vítima, que chegou a ser socorrido mas morreu a caminho do hospital.

Após o disparo, é possível visualizar o empresário saindo do restaurante, ainda cambaleado. Ele recebeu ajuda de um homem que, segundo a polícia, seria o motorista dele. Esse motorista deve responder em liberdade pelo crime de favorecimento pessoal.

Possível motivação

As investigações apontam que vítima e acusado estariam embriagados e que o motivo do crime teria sido uma discussão por causa de um relógio, que pertencia ao empresário.

"Em determinado momento esse relógio sumiu e foi o que motivou uma maior discussão entre entre os dois", relatou a delegada que acompanha o caso.

O que chamou a atenção da polícia é que antes do crime vítima e acusado aparecem nas imagens se abraçando.

"Eles bebiam juntos, conversavam, entre abraços e cheiros, eles estavam juntos em comum acordo. Inclusive o executor pagou a conta da vítima", relatou a delegada.

Detido

A polícia informou que, na delegacia, o empresário preferiu ficar calado. Ele e foi levado para fazer exame de corpo de delito e ficará preso na Central de Polícia até segunda-feira (3), quando será encaminhado para audiência de Custódia.

A polícia apreendeu o pente de uma pistola do mesmo calibre da arma usada no crime enterrado na fazenda da família do empresário. O corpo do radialista foi velado na Associação Campinense de Imprensa.

 

Comentários

Outras notícias