Black Friday Ubannet

23/05/2016 às 08h12m - Atualizado em 23/05/2016 às 08h20m

Policial reage a tentativa de assalto no metrô do Recife e mata suspeito

Três outros assaltantes foram detidos durante a ação. Homens ameaçavam passageiros com facões quando PM se identificou.

Um assaltante foi morto e outros três foram detidos após tentativa de assalto no metrô do Recife

Um suspeito foi morto por um policial militar durante uma tentativa de assalto no metrô, no início da manhã deste domingo (22), em Afogados, Zona Sul do Recife. Outros três supeitos foram presos, portando facões. O assaltante morto tinha 21 anos e a Polícia o identificou como um dos fugitivos da fuga em massa do Complexo Prisional do Curado, ocorrida no dia 23 de janeiro de 2016, quando 40 detentos escaparam.

A tentativa de assalto aconteceu quando os quatro homens entraram no último vagão do metrô que fazia a Linha Sul, sentido subúrbio, na estação Central do Recife, pelo ônibus da integração. Os assaltantes tiraram facões de uma mochila e ameaçaram os passageiros, falando palavrões e afiando os facões nas barras de ferro do metrô.

O policial Thiago Levy Martins de Lima, que subiu na estação Joana Bezerra para ir ao trabalho, se identificou quando houve o anúncio do assalto, dando voz de prisão aos criminosos. Um dos assaltantes reagiu e o PM atirou. Três tiros acertaram o suspeito no ombro, pescoço e tórax; ele faleceu na hora.

Em seguida, o policial ordenou que os outros assaltantes deitassem no chão. Quando o metrô chegou na Estação Largo da Paz, o policial solicitou ajuda dos vigilantes e os homens foram presos. Todos maiores de idade: 26, 21 e 19 anos.

No momento da ação, havia 20 passageiros no vagão: 18 mulheres e dois homens. Todos ficaram no fundo do trem por orientação do policial. Ninguém ficou ferido e nada foi roubado. Apenas um passageiro foi até a delegacia prestar depoimento. O policial não teve o nome divulgado.

O flagrante está sendo feito no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), pelo delegado João Gaspar. O policial vai prestar depoimento, acompanhado do advogado Eduardo Henrique Burgo Bezerra. De acordo com o advogado, o PM agiu em legítima defesa dele e de terceiros.

"Após ser ouvido, o PM será liberado. Os suspeitos vão ser recolhidos para aguardar a audiência de custódia, que será amanhã [segunda-feira, 23]. A informação é de que pelo menos dois deles já foram vistos praticando assaltos no metrô. Toda as testemunhas, inclusive os presos, afirmaram que o assaltante morto investiu contra o policial no momento em que ele deu voz de prisão. Foi quando, para se defender, o policial efetuou os disparos", afirmou o delegado João Gaspar.

De acordo com a PM, o trem onde ocorreu a tentativa de assalto e a morte foi recolhido ao Pátio de Cavaleiro, após perícia do Instituto de Criminalística no local. A CBTU informou que, após a retirada do corpo e do trem envolvido, o sistema foi normalizado às 8h30.


As informações são do G1PE
Foto: Cacyone Gomes/TV Globo

Comentários

Outras notícias