Black Friday Ubannet

23/05/2016 às 07h50m - Atualizado em 23/05/2016 às 07h56m

Em partida marcada por lances polêmicos, Fluminense e Santa Cruz empataram em 2 a 2

A equipe Tricolor volta ao Recife com a liderança da Série A e o artilheiro do campeonato. Grafite foi decisivo mais uma vez e marcou dois gols.

Numa partida marcada por lances polêmicos, Fluminense e Santa Cruz empataram por 2 a 2, na noite deste sábado, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Os tricolores cariocas reclamaram da marcação de um pênalti a favor do Santa Cruz no lance que resultou no gol do empate. Já os jogadores pernambucanos protestaram contra a validação do gol marcado por Gum. Eles alegaram que Fred estava impedido no início da jogada.

O resultado manteve a invencibilidade do Santa Cruz, que não perde há 16 jogos. O time pernambucano assumiu a liderança do Campeonato Brasileiro com quatro pontos ganhos. O Fluminense também chegou aos quatro pontos, mas foi superado pelo Tricolor do Arruda pelo número de gols feitos.

Os gols da partida foram marcados por Gustavo Scarpa e Gum para o Fluminense, enquanto Grafite anotou os dois do Santa Cruz.

Na próxima rodada, o Fluminense vai enfrentar o Palmeiras, no Allianz Parque. Já o Santa Cruz encara o Cruzeiro, no Arruda.

O jogo – O Fluminense começou a partida no ataque e, logo aos dois minutos, Osvaldo cruzou e Fred entrou de peixinho, mas não conseguiu alcançar a bola. Na jogada seguinte, o Santa Cruz ia ganhando um presente. O volante Pierre falhou e permitiu que Keno recuperasse a bola e penetrasse livre, mas a conclusão foi fraca, nas mãos de Diego Cavalieri.

O time tricolor pressionava a saída de bola do adversário, dificultando a organização do Santa Cruz que, muitas vezes, era obrigado a apelar para os chutões.

A equipe dirigida por Levir Culpi tentava utilizar as laterais para pressionar, além de acionar Osvaldo para tentar aproveitar a velocidade do atacante. Aos 12 minutos, Osvaldo cruzou para cabeçada de Jonathan, mas o goleiro Tiago Cardoso fez boa defesa.

O Fluminense continuava melhor em campo e, aos 23 minutos, Richarlison, de bicicleta, mandou para o gol, mas Tiago Cardoso voltou a aparecer bem.

O time pernambucano mantinha apenas Grafite na frente e, mesmo isolado, o atacante dava muito trabalho aos zagueiros cariocas. Aos 35 minutos, Gafite recebeu na área, se livrou de Gum e rolou para Keno que bateu por cima do travessão.

Quatro minutos depois, Arthur chutou rasteiro e o goleiro Diego Cavalieri precisou se esticar para mandar a bola para escanteio.

A equipe visitante passou a se comportar melhor em campo, não dando espaço para o adversário e criando situações difíceis para a defesa carioca, como aconteceu aos 45 minutos. Uillian Correia chutou de fora da área, a bola desviou em Fernando Miguel, em posição legal, e quase enganou Diego Cavalieri, mas a bola acabou saindo.

O Fluminense voltou para o segundo tempo com o meia Gerson no lugar do atacante Richarlison. E Gerson participou da primeira jogada perigosa do segundo tempo ao cabecear, para fora, um cruzamento de Gustavo Scarpa.

Aos sete minutos, o Santa Cruz marcou o primeiro gol. Após rápida troca de passes, o lateral-esquerdo Tiago Costa recebeu de Keno e cruzou rasteiro para Grafite se antecipar à marcação e colocar a bola nas redes de Diego Cavalieri.

Sem outra alternativa, o Tricolor das Laranjeiras partiu para buscar o gol do empate. E alcançou seu objetivo aos 12 minutos, quando Cícero foi derrubado na entrada da área e Gustavo Scarpa bateu com categoria para marcar. O goleiro Tiago Costa ainda tocou na bola que bateu na trave direita e entrou.

Dois minutos depois, o Fluminense marcou o segundo gol. Após cobrança de escanteio e confusão na área pernambucana, Fred cabeceou para nova cabeçada de Gum. Tiago Cardoso deu rebote e a bola sobrou para Gum, que chutou para marcar o segundo gol. Os jogadores do Santa Cruz reclamaram muito da arbitragem porque no lance que provocou o escanteio, o atacante Fred estava em posição irregular e nada foi marcado.

Logo depois de alcançar a vantagem, o técnico Levir Culpi colocou Marcos Junior no lugar de Osvaldo para explorar as avançadas da equipe do Arruda.

O técnico Milton Mendes colocou dois novos atacantes na equipe e, aos 26 minutos, o Santa Cruz teve uma boa chance para chegar ao empate. Henrique agarrou Grafite na entrada da área e Arthur bateu com grande perigo. A bola encobriu o travessão de Diego Cavalieri, que nem se mexeu.

Aos 36 minutos, Grafite tentou cruzar e acabou caindo na área. O árbitro marcou pênalti para revolta dos jogadores da equipe carioca. Grafite bateu no canto direito e deixou tudo igual no marcador.

O Fluminense voltou ao ataque em busca do desempate. Aos 42 minutos, Marcos Junior recebeu na esquerda e tentou o chute, mas a bola foi parar nos pés de Gustavo Scarpa que também errou ao tentar a conclusão e devolveu para Marcos Junior, que caiu ao tentar driblar o goleiro Tiago Cardoso, mas o árbitro nada viu de irregular na jogada.

Aos 44 minutos, Tiago Costa derrubou Marcos na entrada da área. Gustavo Scarpa bateu colocado, mas a bola desviou na barreira e saiu.

No último minuto dos acréscimos, o árbitro marcou outra falta na entrada da área, mas a cobrança de Gustavo Scarpa ficou na barreira.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE-RJ 2 X 2 SANTA CRUZ-PE

Local: Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)

Data: 21 de maio de 2016 (Sábado)

Horário: 18h30 (de Brasília)

Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)

Assistentes: Elicarlos Franco de Oliveira (BA) e Sidmar dos Santos Meurer (MG)

Público: 2.325 pagantes

Cartões Amarelos: Uillian Correia, Keno, Wellington Cesar, Neris (SC); Welington Silva, Henrique, Jonathan(Flu)

GOLS: FLUMINENSE: Gustavo Scarpa, aos 12 e Gum aos 14 minutos do segundo tempo

SANTA CRUZ: Grafite, aos sete e 36 minutos do segundo tempo.

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Jonathan, Gum, Henrique e Wellington Silva; Pierre, Cícero e Gustavo Scarpa; Osvaldo(Marcos Junior), Richarlison(Gerson) e Fred

Técnico: Levir Culpi

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso, Léo Moura(Everaldo), Danny Morais, Neris e Tiago Costa; Wellington César(Bruno Moraes), Uillian Correia, Arthur, Fernando Gabriel(Wallyson) e Keno; Grafite

Técnico: Milton Mendes

Comentários

Outras notícias