Black Friday Ubannet

22/05/2018 às 23h27m - Atualizado em 24/05/2018 às 10h17m

Polícia: pastor molestou filho e enteado; após ato criminoso ateou fogo nos dois ainda vivos

Segundo o delegado responsável pelo caso, o homem molestou sexualmente as crianças antes de atear fogo à casa, matando os dois. Caso aconteceu em Linhares, no Espírito Santo.

espirito_santo-pastor-linhares-estupro

Em coletiva de imprensa concedida na manhã desta quarta (23), a Polícia confirmou que vai acusar o pastor Georgeval Alves, conhecido como George, pelo assassinato de Kauã Salles, de 6 anos, e seu irmão Joaquim, de 3 anos. Segundo o delegado responsável pelo caso, o homem molestou sexualmente as crianças antes de atear fogo à casa, matando os dois. O caso aconteceu no município de Linhares, no Espírito Santo.

O acusado é padrasto do menino mais velho e pai do mais novo. O delegado André Jaretta afirmou que ele abusou sexualmente e agrediu ambos até que ficassem desacordados, e em seguida causou o incêndio "com o intuito de esconder o crime praticado", usando um combustível. Foram encontrados rastros de sangue em diferentes lugares da casa.

"As crianças ainda respiravam quando começou o incêndio", disse o delegado. Segundo a polícia, os dois menores, apesar de desacordados, ainda estavam vivos quando o incêndio começou."Eles morreram pela carbonização", completou o agente.

Em seguida, o pastor foi para a parte externa da casa e, sem abrir o portão, ficou "andando de um lado para o outro até que transeuentes e vizinhos arrombaram o portão e e acionaram os bombeiros". Não houve, no entanto, como salvar as crianças.

O caso tem gerado uma grande comoção no Espírito Santo. A casa já foi alvo de protestos, com cartazes que traziam dizeres como 'Monstro'.

Comentários

Outras notícias