Black Friday Ubannet

19/05/2016 às 04h02m

Timbaúba adere a Luta Antimanicomial realizando manifesto pacífico no centro da cidade

O tema do movimento da luta antimanicomial deste ano é “Vozes por liberdade: A democracia é antimanicomial”

A data 18 de maio foi escolhida no Congresso de trabalhadores de Saúde mental e seu objetivo foi criar uma sociedade sem manicômios, ou seja, uma nova forma de tratar e conviver com o indivíduo que apresenta algum transtorno mental. O Movimento de Luta Antimanicomial visa garantir ao sujeito o direito de integração do sofrimento mental à sociedade, a partir de um tratamento digno e realizado de forma igualitária.

A prefeitura Municipal de Timbaúba, a Secretária de Saúde e equipe NASF realizou uma caminhada a favor da luta antimanicomial saindo do prédio da Secretaria de Saúde até a Praça João Pessoa por uma boa saúde mental, por uma sociedade sem manicômios. Também ocorreu apresentação cultural com o Grupo Primavera realizando uma enorme ciranda simbolizando a união de toda a sociedade contra o preconceito e a busca de melhores condições. Vale ressaltar que os moradores das residências terapêuticas também caíram no passo se divertindo muito.

O tema do movimento da luta antimanicomial deste ano é “Vozes por liberdade: A democracia é antimanicomial”

A mobilização também é direcionada a comunidade, familiares e usuários. É fundamental para a concretização do novo modelo de Atenção à Saúde Mental, transferindo o foco do tratamento que se concentrava nos hospitais psiquiátricos, para uma rede de atenção psicossocial, também propõe novas formas de cuidado ao sujeito com dependência química, seja ela álcool ou outras drogas. Nasce pela defesa dos direitos humanos e pelo resgate da cidadania dos que carregam transtornos mentais.

Esta Luta propõe a construção de uma rede de serviços e estratégias territoriais e comunitárias, profundamente solidárias, inclusivas e libertárias.

Em nosso Município, podemos encontrar o apoio necessário nas Unidades Básicas de Saúde e no Ambulatório de Saúde Mental localizado ao lado da UPA, no antigo hospital municipal, atualmente funciona o CTA.

O tratamento inclui um conjunto de profissionais que formam uma rede social e integrada, que visa à inclusão do sujeito na convivência sócio familiar, entendendo-o como cidadão, inserido na cultura e na dinâmica social.


Texto e foto: Bell Nunes

Comentários

Outras notícias