Black Friday Ubannet

09/05/2014 às 08h50m

Vigilância Sanitária interdita Carrefour da Torre e Hiper Casa Forte, no Recife

Produtos estragados e fezes de rato foram achados nos supermercados. Estabelecimentos ficarão sem funcionar por 5 dias e devem ser multados.

Mais dois supermercados foram interditados na manhã desta quinta-feira (8), no Recife, após fiscalização da Vigilância Sanitária e do Procon. Dessa vez, o Hiper Bompreço de Casa Forte (Zona Norte) e o Carrefour da Torre (Zona Oeste) ficarão sem funcionar durante cinco dias. Fiscais encontraram produtos estragados, fezes de animais, insetos, comidas foras da validade e acondicionada de forma irregular nos dois estabelecimentos.

A primeira vistoria ocorreu no Carrefour do bairro da Torre, onde foram encontrados insetos (baratas e varejeiras) na padaria, produtos fora do prazo de validade, pães estragados, além de frutas e hortaliças impróprias para o consumo. De acordo com o Procon Pernambuco, o depósito dos alimentos tinha infiltrações, com risco de contaminação dos produtos.

No Hiper Bompreço do bairro de Casa Forte, foram encontrados produtos fora da validade e estragados no setor de frios e congelados, além de produtos impróprios para o consumo na área de hortifruti. Vestígios de fezes de ratos foram achados em pedaços de carne de charque.

Segundo o Procon, os estabelecimentos ainda deverão receber multas que podem variar de R$ 100 mil a R$ 500 mil. A operação ainda contou com participação do Ministério Público de Pernambuco, da Delegacia do Consumidor, do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem) e da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro).
Em nota, o Hiper Bompreço informou "que está adotando as providências necessárias para solucionar os pontos levantados pelas autoridades na sua loja de Casa Forte e para que a unidade volte a funcionar o mais breve possível".

O Carrefour disse que "a empresa atendeu prontamente às recomendações da fiscalização e tomará todas as providências necessárias para garantir o cumprimento dos procedimentos de segurança alimentar. A companhia também reorientará os seus colaboradores e qualquer irregularidade será rigorosamente apurada e corrigida."

Com informações do G1 PE
Foto: Divulgação / Secretaria da Saúde do Recife

Comentários

Outras notícias