Black Friday Ubannet

08/05/2017 às 19h34m - Atualizado em 08/05/2017 às 22h12m

Campanhas pedem fraldas e alimentos para crianças com microcefalia

O objetivo é dar fôlego à luta diária das famílias

projeto_anjos

Para Mirian Pereira, 46 anos, mais difícil do que a rotina de fisioterapias da filha Maria Eduarda, de um ano e cinco meses, portadora de microcefalia, é arcar com os custos de fralda e alimentação sem ter tempo para trabalhar. A situação da doméstica traduz a realidade da maioria das famílias dos bebês afetados pela síndrome congênita do zika vírus no Estado. Para dar fôlego à luta diária dos pais, duas campanhas lançadas pela parceria entre sociedade civil e iniciativa privada irão arrecadar donativos específicos para as crianças com a má-formação durante o mês de maio.

Há dois meses, Jacyra Salsa, diretora social da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Olinda; Ana Sílvia Moutinho, diretora da Faculdade de Olinda (Focca) e Ricardo Borges, coordenador da Casa de Justiça e Cidadania do município, deram vida ao Projeto Anjos. O objetivo é prestar auxílio aos pais dos bebês com microcefalia em Pernambuco. A primeira campanha pretende arrecadar 5 mil pacotes de fraldas até o dia 20, para garantir um mês de tranquilidade a 700 famílias.

“A fralda tem um peso econômico muito grande, queremos oferecer alívio a essas pessoas”, justifica Ricardo. Os donativos nos tamanhos G e GG podem ser entregues em vários estabelecimentos parceiros do projeto. Em Olinda, todas as lojas O Boticário estarão recebendo doações, além da Focca, da CDL (na Praça 12 de Março) e do restaurante Oficina do Sabor. No Recife, é possível doar no Colégio Equipe, na Madalena, e na loja Ophicina, no Espinheiro. Doações a partir de 10 pacotes são recolhidas no domicílio do doador. Informações: (81) 98156-2223.

As fraldas serão entregues após palestras ministradas no dia 20 de maio na Focca. Para quem enfrenta os desafios da microcefalia, a ajuda é bem-vinda. “Representa muita coisa. Recebo o auxílio do governo para Duda, no valor de R$ 480, mas não dá conta das despesas”, lamenta Mirian.

ALIMENTAÇÃO
Pensando na dificuldade de alimentar crianças portadoras de microcefalia com o suplemento nutricional adequado, chamado Fortini, a cantora Nena Queiroga em parceria com o Espaço Velvet, salão em Boa Viagem, Zona Sul da capital, lançam nesta segunda-feira (8) uma campanha de arrecadação de leite.

“Vamos passar o mês recebendo doações. O Fortini é muito caro para as famílias. Cada lata custa, em média, R$ 40 e são consumidas duas por semana”, explica a cantora. Nena Queiroga conheceu as integrantes da União de Mãe de Anjos (UMA) em campanha realizada pelo governo estadual. Desde então, abraçou a causa das mães. “Fiquei encantada com as histórias, com a luta e o engajamento. Hoje, sou considerada madrinha da associação”, conta.

As doações devem ser entregues no salão, localizado na Rua Jack Ayres, 73. Para estimular a colaboração, todas as pessoas que doarem vão participar do sorteio de um tratamento capilar, escova, manicure e pedicure. “Acreditamos que muita gente já doaria apenas pela urgência e importância da causa, mas resolvemos dar uma forcinha a mais”, argumenta Rita Peixoto, diretora sócia do espaço.

As informações são do JC Oline

Comentários

Outras notícias