Black Friday Ubannet

06/05/2016 às 08h13m - Atualizado em 07/05/2016 às 12h29m

Dilma visita obra da Transposição atrasada há seis anos

O evento com a petista está marcado para as 15h30, em Cabrobó, no Sertão pernambucano.

O eixo norte da Transposição do Rio São Francisco ainda está, quase 10 anos depois do início da obra, com 87,7% das obras concluídas. Com previsão de entrega do empreendimento só no ano que vem, quando pode não estar mais na presidência, Dilma Rousseff (PT), chega a Cabrobó nesta sexta-feira (6) para vistoriar a segunda estação de bombeamento desse eixo, ainda em fase de testes. O evento com a petista está marcado para as 15h30, em Cabrobó, no Sertão pernambucano.

A construção do canal da transposição começou em 2007, com previsão inicial de acabar três anos depois, já levando água para 12 milhões de pessoas em 390 municípios nos estados de Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba, todos vítimas da seca constantemente. As obras se prolongam até hoje. Segundo o Ministério da Integração Nacional, em abril, a construção atingiu 87,7% no eixo norte e 84,4% no eixo leste. Em quase 10 anos, o orçamento passou de R$ 4,5 milhões para R$ 8,2 milhões.

A obra é tocada pela Mendes Júnior, empreiteira envolvida na Operação Lava Jato que entrou em recuperação judicial e deixou outras construções em Pernambuco, como o Corredor Leste-Oeste, empreendimento de mobilidade pensado para a Copa do Mundo e que está parado.

A última vez que a presidente vistoriou a obra foi no fim de 2015, no trecho em Floresta. A obra sempre foi explorada pelas gestões petistas, apesar dos atrasos na obra. Em 2014, na campanha de Dilma à reeleição, ela e Lula (PT), ex-presidente e seu padrinho político, estiveram lá com uma equipe de vídeo gravar o que seria o início da “primeira fase” da transposição. Foram mostradas até imagens de testes.


As informações são do blog do Jamildo

Comentários

Outras notícias