Black Friday Ubannet

04/05/2017 às 20h42m - Atualizado em 05/05/2017 às 10h12m

Em Pernambuco, polícia incinera 492 quilos de drogas apreendidas

Foram destruídos vários tipos de entorpecentes como cocaína, pasta base de cocaína, crack, maconha, haxixe e ecstasy. Ação ocorreu no município de Igarassu, nesta quinta-feira (4).

incineracao-drogas

Polícia incinera quase 500 quilos de drogas em Pernambuco

Quatrocentos e noventa e dois quilos de drogas aprendidas durante operações policiais realizadas em Pernambuco, este ano, foram incinerados, na manhã desta quinta-feira (4), pelo Departamento de Repressão ao Narcotráfico (Denarc) da Polícia Civil. A ação ocorreu no município de Igarassu, no Grande Recife.

Ao todo, foram queimados 435 quilos de entorpecentes que estavam armazenados em um depósito do Denarc e tinham relação com Inquéritos Policiais encaminhados à Justiça. Outros 57 quilos eram provenientes das demais delegacias da Polícia Civil do Grande Recife.

Entre os entorpecentes queimados, estavam oito mil comprimidos de medicamentos controlados, apreendidos pela polícia. Também foram incinerados vários tipos de drogas como cocaína, pasta base de cocaína, crack, maconha, haxixe e ecstasy. A incineração foi realizada com autorização judicial e acompanhamento da Vigilância Sanitária e contou com um forte esquema de segurança.

Incineração

Em março deste ano, a Polícia Federal (PF) em Pernambuco incinerou mais de duas toneladas de entorpecentes apreendidas em 2015 e 2016, durante as diligências da corporação. Ao todo, foram queimados 2,160 toneladas de maconha, 43 quilos de cocaína e pasta base e crack e 31 mil comprimidos de ecstasy, apreendidos em 14 inquéritos policiais envolvendo o tráfico de drogas no estado.

Segundo a PF, no comparativo entre 2015 e 2016, houve aumento de mais de 600% nas apreensões de maconha pronta para o consumo, além do recorde histórico de apreensão de ecstasy.
Ainda de acordo com a corporação, a maioria da maconha apreendida no estado vem do Paraguai ou é colhida precocemente, antes da deflagração das operações de erradicação.

Com informações do G1 PE
Foto: Divulgação/Polícia Civil

Comentários

Outras notícias