Black Friday Ubannet

12/04/2019 às 15h02m - Atualizado em 12/04/2019 às 15h46m

Três pessoas morrem em desabamento de prédios no Rio de Janeiro

Nove pessoas foram resgatadas com ferimentos. Bombeiros vasculham local para tentar localizar outras possíveis vítimas; parentes e moradores citaram desaparecidos.

rio_de_janeiro-desabamentos_de_predio

Informações: G1 Rio - Foto: Jose Lucena/Futura Press/Estadão Conteúdo

Dois prédios desabaram na Muzema, comunidade na Zona Oeste do Rio, na manhã desta sexta-feira (12). Ao menos três pessoas morreram e nove ficaram feridas. Bombeiros vasculham os escombros para tentar localizar outras vítimas. Parentes e moradores dizem que há desaparecidos.

Os imóveis tinham entre quatro e seis andares. A Prefeitura do Rio informou que as construções são irregulares e já haviam sido interditadas, mas uma liminar de 2018 impediu que fossem demolidas.

 A região foi muito afetada pelo temporal do início desta semana

As vítimas foram levadas aos hospitais municipais Lourenço Couto e Miguel Couto e para o hospital particular Unimed-Rio. Entre os resgatados dos escombros, está uma família que se mudou há uma semana para o local: um casal e uma filha de 10 anos.

Mortos:

  • Cláudio Rodrigues, de 40 anos
  • Homem ainda não identificado
  • Criança ainda não identificada
     
    Feridos:
  • Adilma Rodrigues, de 35 anos, teve ferimento na barriga, passou por cirurgia e está em estado grave.
  • Clara Rodrigues, de 10 anos, teve fratura na perna e machucado na cabeça; levada a um hospital particular, teve alta.
  • Raimundo Nonato Ferreira Gomes, de 41 anos, teve escoriações na cabeça e queixo.
  • Luciano Paulo dos Santos, de 38 anos, teve escoriações múltiplas.
  • Evaldo Vieira Silva, de 46 anos, está internado, mas o estado de saúde não foi informado.
  • Carolina Ferreira Andrade, de 34 anos, foi levada para o Miguel Couto.
  • Mulher identificada como Paloma.
  • Pedro Lucas, criança com idade ainda não confirmada e que é filho de Paloma.
  • Ferido identificado como Arlan, marido de Carolina, está internado no Hospital Municipal Miguel Couto. 

Uma menina de 4 anos que morava no terceiro andar de um dos prédios saiu do local apenas com ferimentos leves. Os pais e os irmãos dela continuam desaparecidos.

O desabamento aconteceu por volta das 7h desta sexta. Não chovia no momento, mas a região sofreu com os temporais desta semana. As avenidas de acesso ainda estão alagadas.

A área onde ocorreu o acidente foi isolada, e os bombeiros disseram que outros prédios da região podem ir abaixo. No início da manhã, havia um forte cheiro de gás nas imediações.

Segundo o repórter Genilson Araújo, há cerca de 60 prédios em construção na região, que é dominada por milícias.

 

Comentários

Outras notícias