Black Friday Ubannet

11/04/2019 às 09h49m - Atualizado em 11/04/2019 às 13h05m

Suspeito de participar de latrocínio de empresária foi ao velório dela

José Caio da Silva, de 24 anos, era funcionário da empresária que foi morta a tiros durante um assalto, no bairro de Rio Doce, em Olinda

latrocinio-assalto

A Polícia Civil revelou que o quarto suspeito de participar do assassinato de uma empresária no bairro de Rio Doce, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife, compareceu ao velório da vítima, no domingo (7).

José Caio da Silva, de 24 anos, conhecido como Montanha, era funcionário de Mahatina Gracio de Carvalho, de 27 anos, durante um assalto. Ele foi preso na casa do avô dele, no bairro de Candeias, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife.

O delegado Augusto Cunha, responsável pelas investigações do caso, esclareceu que após diligências, constatou José Caio teria sido a pessoa que informou aos responsáveis pelo crime o trajeto da volta para casa, feito pela dona do bar.

Segundo as primeiras investigações, antes de ser morta, Mahatina tinha acabado de deixar José Caio em casa e logo depois foi abordada pelos criminosos, que atiraram contra o veículo. No carro, também estava uma outra funcionária. A polícia não descarta a possível participação dela no crime.

A comerciante teria se assustado com a abordagem, acelerou o carro e bateu em um poste quando foi atingida no tórax por um disparo de arma de fogo. Ela foi socorrida para a UPA da Cidade Tabajara, em Olinda, mas já chegou à unidade sem vida. O revólver supostamente usado na ação foi encontrado na segunda-feira (8), próximo ao local da abordagem.

Três homens foram presos no dia do crime: Salatiel Brandão dos Santos Júnior, de 21 anos, que confessou ter sido o autor do disparo; Eudes carneiro do vale, de 29 anos, que dirigia o carro usado pelos criminosos; e João Carlos dos Santos Barbosa, de 19 anos. Todos vão responder pelo crime de latrocínio.

Assalto anterior

Segundo a polícia, três dias antes da morte da comerciante, José Caio e João Carlos realizaram um assalto a uma loja de cosméticos, onde levaram cerca de R$ 800 do estabelecimento. Em imagens do circuito interno de segurança mostram José Caio recolhendo o dinheiro do caixa.

Da Rádio Jornal

Comentários

Outras notícias