Black Friday Ubannet

09/04/2019 às 10h13m - Atualizado em 09/04/2019 às 18h44m

Segurança por videomonitoramento é ampliada em unidades da Funase

Case Timbaúba e Case/Cenip Arcoverde, no Interior do Estado, receberam câmeras de alta resolução

 case_-_funase

Duas unidades da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) passaram a ter novos sistemas de videomonitoramento. O Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Timbaúba, na Mata Norte do Estado, agora conta com dez câmeras de alta resolução. Já o Case/Cenip Arcoverde, no Sertão, ganhou oito equipamentos do tipo. A ação integra uma série de investimentos da instituição na melhoria da segurança, essencial para o desenvolvimento de atividades pedagógicas voltadas aos adolescentes atendidos.

As centrais de videomonitoramento são compostas por câmeras, dispositivos de gravação do tipo DVR, cabos, monitores e acessórios, além de profissionais aptos para o serviço de vigilância. Em breve, o Case Santa Luzia, unidade situada no Recife e que atende adolescentes do sexo feminino, também passará a contar com um sistema de videomonitoramento, que já contempla outros centros de internação da Funase situados na Região Metropolitana do Recife, na Zona da Mata, no Agreste e no Sertão do Estado.

“Estamos atuando fortemente no sentido de instalar sistemas de videomonitoramento ou de aumentar a abrangência dos que já existem nas unidades socioeducativas. É uma ação que tem um reflexo muito importante entre os socioeducandos, no trabalho dos profissionais técnicos e dos agentes socioeducativos e, consequentemente, no clima de paz dentro dos espaços de atendimento”, destaca o gerente de Segurança da Funase, coronel Jonas Barbosa, responsável por articular a aquisição e instalação dos sistemas.

Vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude de Pernambuco (SDSCJ), a Funase vem aprimorando suas ações na área de segurança. A entrada da instituição no Sistema Estadual de Inteligência de Segurança Pública (Seinsp), em 2018, teve o intuito de viabilizar uma maior integração com os órgãos do setor. Já em dezembro, entrou em vigor o Procedimento Operacional de Segurança Socioeducativa (POSS), que padroniza ações nas 23 unidades da Funase em funcionamento no Estado.

Comentários

Outras notícias