Black Friday Ubannet

06/04/2017 às 09h21m - Atualizado em 06/04/2017 às 14h48m

Estudo aponta avanço lento e 131 mil alunos fora da escola em Pernambuco

Dados do Movimento Todos pela Educação mostram que no Brasil, quase 2,5 milhões de pessoas de 4 a 17 anos não estão estudando.

educao

No Brasil, o universo de crianças e jovens longe da escola chega a 2,5 milhões de pessoas. O levantamento foi feito pelo Movimento Todos pela Educação, a partir do monitoramento de metas estabelecidas pela instituição para melhorar a qualidade da educação básica no País. Com base nos resultados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad), a organização não governamental traçou um comparativo de indicadores educacionais, entre os anos de 2005 e 2015. Os números mostram que a situação mais crítica de jovens fora da sala de aula é na faixa etária de 15 a 17 anos. No País, esse universo chega a quase um milhão de pessoas. Em Pernambuco, ainda representa 91 mil jovens sem estudar.

A presidente-executiva do Todos Pela Educação, Priscila Cruz, diz que o levantamento revela uma situação grave de exclusão escolar. “Infelizmente, o Brasil perdeu o vigor da expansão das matrículas. Não estamos conseguindo ampliar o universo de estudantes e colocar na escola a criança e o jovem mais pobre e com alguma deficiência, justamente o perfil que mais precisa de educação”, avalia. Priscila defende que a sociedade precisa se indignar com essa realidade. “A meta constitucional para 2016 era de 100% dessa população (de 4 a 17 anos) na escola. Não só não vamos conseguir alcançá-la, como também não estamos fazendo os esforços suficientes para mudar esse cenário”, avalia.

TAXA DE APROVAÇÃO
O levantamento traz uma boa notícia para a educação em Pernambuco. Dentro da meta de garantir a conclusão do ensino médio para todos os jovens com até 19 anos, o Estado apresentou a maior taxa do País de aprovação do ensino médio. Pernambuco atingiu o índice de 88,8%, seguido por São Paulo (87,5%) e Goiás (85,7%).

Comentários

Outras notícias