Black Friday Ubannet

04/04/2019 às 10h52m - Atualizado em 04/04/2019 às 10h57m

Ossada encontrada em Paudalho pode ser de comerciante desaparecida

Para o delegado responsável pelo caso, local onde os restos mortais foram encontrados é parecido com área em que vídeo no qual Jussara aparece sendo ameaçada foi gravado

mulher_sequestrada

Uma ossada encontrada Engenho Camurim, na Zona Rural do município de Paudalho, Zona da Mata Norte, pode ser da comerciante Jussara Maria da Silva Pereira, de 33 anos, torturada e sequestrada no dia 13 de fevereiro. Os restos mortais foram localizados por um homem na tarde da quarta-feira (3), que acionou a polícia.

O homem que encontrou a ossada procurava pelo sobrinho, desaparecido há 15 dias. De acordo com o delegado Antônio de Campos, é necessário aguardar o resultado da perícia que deve determinar o sexo do corpo. Somente após os exames tanatoscópicos será possível dar um rumo ao caso.

Para o delegado, o local onde a ossada foi encontrada tem semelhanças com o local em que Jussara aparece sendo ameaçada em um dos vídeos. “A vegetação se parece, mas qualquer afirmação segura somente pode ser feita, após as investigações e exames periciais”, explicou Antônio.

Sequestro pode ter relação com o marido da comerciante

Na noite do dia 13 de fevereiro, a comerciante Jussara Maria da Silva Pereira, de 33 anos, estava em casa com os filhos, na comunidade de Chã de Pinheiro, em Paudalho, quando o imóvel foi invadido por quatro homens. Os suspeitos vasculharam toda a residência e, na saída, decidiram levar a mulher.

A polícia trabalha com a hipótese de que o crime esteja relacionado com o marido dela, o presidiário Marcos Rafael Pereira, conhecido por Quiquinho, preso por receptação de veículos.

Vídeos mostrando a comerciante sendo ameaçada pelos criminosos sob a mira de duas armas circularam pelas redes sociais. “Esse é um fato que causa revolta pela forma com os criminosos agiram. Eles entraram na casa, vasculharam tudo lá, não encontraram nada e já iam saindo quando o motorista do veículo disse pra levarem ela”, conta o delegado Marcos Nobre, da Delegacia de Paudalho. Três suspeitos já foram presos, mas a polícia ainda não chegou a uma conclusão do caso.

Do OP9

Comentários

Outras notícias