Black Friday Ubannet

04/04/2019 às 09h21m - Atualizado em 04/04/2019 às 10h38m

Novo áudio atribuído ao prefeito de Camaragibe vira caso de polícia

Na denúncia, o prefeito de Camaragibe, Demóstenes Meira, revela pagamento em troca de anulação da eleição para presidente da câmara de vereadores

prefeitura

Mais um escândalo envolve a Prefeitura de Camaragibe. Agora, um novo áudio, que supostamente seria do prefeito Demóstenes Meira, revela pagamento em troca de anulação da eleição para presidente da câmara de vereadores do município. O novo áudio repercute nas redes sociais e virou alvo de investigação.

Depois do escândalo da convocação dos cargos comissionados durante o carnaval, dessa vez, o prefeito conversa através de uma ligação de telefone com outra pessoa oferecendo dinheiro para pedir a anulação de duas eleições para presidente da câmara dos vereadores. A primeira, seria de Antônio de Oliveira Borba, o vereador ''Toninho'', seu ex-aliado. 

Na ligação, além do prefeito Meira, dá para perceber outras vozes. Um homem é mencionado na ligação e os supostos vereadores afirmam que ele precisa da ''ajuda'' do prefeito. Em seguida, eles marcam um encontro na Prefeitura de Camaragibe e uma das pessoas aconselha Meira a não levar o pagamento para o local. 

prefeito_demstenes_meira

 

Áudios comprometedores 

A ligação foi feita antes do prefeito ficar famoso nacionalmente ao enviar um áudio, em tom de ameaça, para os cargos comissionados assistirem o show da noiva dele, a cantora Taty Dantas. Em nota, a Polícia Civil informou que já iniciou as investigações.

O áudio está sendo analisado pelo Departamento de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado (Draco). Mas a assessoria divulgou que o delegado só vai se pronunciar ao final do inquérito.

A Promotoria de Justiça de Camaragibe informou que o áudio não é recente e foi juntado ao procedimento instaurado para apurar supostas irregularidades na eleição da presidência da câmara municipal. Até o fechamento desta reportagem, não conseguimos contato com a Prefeitura de Camaragibe que também não se pronunciou sobre o caso.

Comentários

Outras notícias