Black Friday Ubannet

03/04/2019 às 01h57m - Atualizado em 03/04/2019 às 03h18m

Ladrões explodem a Caixa Econômica Federal de Bezerros

Pelo menos seis homens teriam participado da ação. O prédio do banco teve vidros quebrados, além de caixas eletrônicos destruídos.

exploso_em_caixas

Criminosos explodiram caixas eletrônicos da Caixa Econômica Federal de Bezerros, no Agreste, nesta madrugada. Pelo  menos seis homens teriam participado da ação. O prédio do banco teve vidros quebrados, além de caixas eletrônicos destruídos. O local foi isolado pela Polícia Militar. O caso será investigado pela Polícia Federal de Pernambuco.

Moradores relataram que os ladrões dispararam muitos tiros durante a ação. Na mesma rua da agência, a Coronel Bezerra, há uma câmera da Prefeitura de Bezerros que pode ajudar a identificar os suspeitos. Em janeiro do ano passado, o mesmo prédio da Caixa foi explodido por assaltantes de banco. Sem a agência, a população precisará ir para bancos em Caruaru ou Gravatá.

Segundo o Sindicato dos Bancários, este ano já aconteceram 24 investidas, duas explosões, 11 assaltos e três arrombamentos. No Agreste, foram dez registros; na Região Metropolitana do Recife, 8; no Sertão, cinco e na Zona da Mata, um.

A Polícia Federal afirmou que a investida contra a agência durou 20 minutos. Pelo menos seis assaltantes chegaram ao local em dois veículos. Parte da quadrilha ficou fora da agência dando cobertura e dois deles se dirigiram aos dois terminais eletrônicos, danificaram a parte frontal que libera as notas e colocaram um artefato explosivo. A explosão danificou o teto e os terminais da agência. Os criminosos fugiram levando uma quantia, cujo valor a PF não informa, e atirando para o alto.

A PF pede que qualquer informação sobre os assaltantes pode ser repassada para o Disque-Denúncia, pelo número 3421.9595. As investigações ficarão com a PF de Caruaru. Até o final da manhã, ainda havia um artefato explosivo para ser detonado pelo Grupo Antibombas. Na hora da ação, havia um gato na agência, que conseguiu escapar.

Do Diário de Pernambuco

Comentários

Outras notícias