Black Friday Ubannet

03/04/2017 às 06h28m - Atualizado em 05/04/2017 às 23h38m

Sport está nas semifinais da Copa do Nordeste

Leão devolvou os 3x1 no Campinense e levou a melhor na decisão por pênaltis

sport_-_diego_souza

Foi na base da emoção. Da superação. Mais uma vez, o lema "nunca duvide do Sport" pode ser entoado com todas as letras. Com dois golaços de Diego Souza - um de bicicleta - e um de Rogério, o Leão devolvou os 3x1 no Campinense e levou a decisão das quartas de finais da Copa do Nordeste para os pênaltis. Nas cobranças, o time rubro-negro venceu por 4x2, com direito a mais um dia de protagonista para o mito, incansável, maior ídolo de toda a história do Clube, Magrão.

O próximo adversário do maior do Nordeste nas semifinais do torneio regional será o Santa Cruz. Amanhã, pelo Campeonato Pernambucano, os leoninos voltam a entrar em campo, novamente na Ilha, contra o Salgueiro.

O Jogo
Com a missão de reverter uma desvantagem de dois gols, o Sport precisava surpreender o adversário. E foi isso que o técnico Ney Franco fez. No seu segundo jogo no comando rubro-negro, ele mudou bastante a equipe. Promoveu duas alterações na formação, apostando nos jovens Evandro, lateral-esquerdo, e Fabrício, volante. Mais do que isso, alterou o esquema do time.

A formação com três volantes fez o Sport ganhar o meio-campo. Dessa forma, Rithely atuava mais adiantado, auxiliando nas jogadas de ataque. Não à toa, as duas assistências para os primeiros gols rubro-negros saíram dos pés dele. A primeira, logo aos quatro minutos, num passe milimétrico da intermediária ele deixou Rogério de cara com o goleiro e o atacante não perdoou.

A segunda, aos 15, numa investida pela direita, o camisa 21 da Ilha serviu Diego Souza, que com muita categoria deixou pra trás o zagueiro para marcar um golaço. Destaque para a aplicação tática e a vontade de todo o time leonino. Brigador, a equipe encheu os olhos da empolgante torcida rubro-negra aliando um futebol de qualidade com uma pegada digna de decisão.

Depois de um primeiro tempo praticamente impecável, a festa era grande na Ilha. Na volta do intervalo, no entanto, o jogo ganhou uma boa dose de drama. Logo nos primeiros minutos, o Campinense "achou" um gol, num chute de fora da área. E o que era empolgação deu lugar à ansiedade. O silêncio chegou a tomar conta do estádio por um momento. Mas não demorou e a torcida voltou a empurrar o Leão.

Depois de sentir um pouco o gol sofrido, o Sport voltou a reagir. E, aos 15 minutos, Diego Souza protagonizou uma - na verdade, outra - verdadeira pintura. Num chute de André, a bola subiu e o camisa 87 não pensou duas vezes antes de mandar uma linda bicicleta e fazer o tão sonhado terceiro gol. A festa estava retomada. O bom futebol do Leão também.

Apesar disso, o time não conseguiu chegar ao quarto gol. Também por conta do árbitro que não marcou um pênalti claro nos minutos finais da partida. A decisão foi então para os pênaltis.

Pênaltis
Confiante, o Sport acertou todas as cobranças de pênaltis e ainda viu os paraibanos desperdiçarem duas, com direito a uma defesa de Magrão, que nunca pode faltar em decisão por penalidades. Ronaldo Alves, Everton Felipe, Lenis e Fabrício marcaram para o Leão.

Fonte: Site Oficial/Sport Club do Recife
Foto: Williams Aguiar

Comentários

Outras notícias