Black Friday Ubannet

01/04/2017 às 14h58m - Atualizado em 12/04/2017 às 10h11m

Em Timbaúba, jovem de 19 anos é morta a tiros na comunidade de Nova Queimadas

Esse foi o terceiro homicídio em menos de uma semana e o 14º no ano. Aos 90 dias decorridos em 2017, o número de assassinatos em Timbaúba já ultrapassou 2001 e igualou aos anos 2002 e 2011

ta_-_polcia

Mais uma pessoa perdeu a vida por causa da violência que cada dia aumenta em Timbaúba. Uma jovem de 19 anos foi morta a tiros na madrugada desta sexta-feira (1º), na comunidade de Nova Queimadas, em Timbaúba.

De acordo com informações da Polícia Civil repassadas com exclusividade ao site Timbaúba Agora, a jovem Crislene Silva Cesário, foi atingida por dois disparos de arma de fogo, sendo um nas costas e outro no tórax. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu no local. A polícia não informou sobre a autoria e motivação do crime.

A Polícia Civil esteve no local do crime e realizou o levantamento cadavérico. Em seguida, o corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) no bairro de Santo Amaro no Recife. O caso foi registrado e será investigado pela 46ª Delegacia de Polícia de Timbaúba.

Breve estatística

Este foi terceiro homicídio registrado em menos de uma semana em Timbaúba e o 14º Crime Violento Letal Intencional (CVLI) do ano, (média de um assassinato a cada seis dias e meio). Um aumento de 470% em relação ao mesmo período de 2016. Segundo dados da Secretaria de Defesa Social (SDS), no ano passado, até o início do mês de abril, o município registrou três homicídios.

Aos 90 dias decorridos em 2017, o número de assassinatos no município já ultrapassou 2001 (13 homicídios) e igualou aos anos 2002 e 2011 (14 homicídios).

Se continuar na mesma proporção até o final do ano de 2017, o município terá cerca de 50 homicídios, isso dá uma taxa de 89,58 por grupo de 100 mil habitantes. Esse número significa nove vezes a taxa de homicídios aceitável pela Organização das Nações Unidas (ONU), que é de 10 por grupo de 100 mil habitantes. Já o Estado de Pernambuco fechou 2016 com mais de 4.400 crimes de morte, média de 47 por grupo de 100 mil.

Comentários

Outras notícias