Black Friday Ubannet

01/04/2014 às 15h54m - Atualizado em 01/04/2014 às 16h24m

Polícia procura suspeitos de matar empresário em saidinha de banco

Apesar de a polícia acreditar que a vítima morreu porque reagiu ao assalto, depoimentos colhidos apontam para outra linha de investigação.

O empresário Gildean Genison Teixeira da Silva, 39 anos, deixou o Banco do Brasil da Avenida Agamenon Magalhães, área central do Recife, com cerca de R$ 8 mil em dinheiro para pagar funcionários, na tarde de ontem. Antes de entrar no carro, na Rua Carlos Porto Carreiro, foi abordado por um homem, ainda não identificado, que estava armado. Parte do dinheiro foi entregue ao suposto assaltante. Logo em seguida, a vítima entrou em luta corporal e acabou sendo atingida por tiros. O triste enredo da tragédia foi captado por imagens de câmeras de segurança já analisadas pela polícia. A hipótese de assalto do tipo “saidinha de banco” é a mais forte. Gildean morreu no dia em que sua esposa fez aniversário.

“As imagens dão a entender que após ser assaltada a vítima corre atrás do assaltante para pegar o pacote de dinheiro. Ficamos sabendo, através dos sócios do empresário, que ele sacou R$ 8 mil, mas uma pequena quantia é que foi entregue ao suspeito”, relatou a delegada Maria Alice Darce, plantonista do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A vítima foi baleada com dois tiros nas costas e um na cabeça. Após a ação, um segundo homem, numa moto, aproximou-se para ajudar na fuga do primeiro suspeito. Com a movimentação na rua, o Samu foi acionado para socorrer Gildean, encaminhado ao Hospital da Restauração, onde foi iniciada uma cirurgia para retirada das balas. O procedimento não chegou a ser concluído e o empresário faleceu.

Apesar de a polícia acreditar que a vítima morreu porque reagiu ao assalto, depoimentos colhidos no DHPP apontam para outra linha de investigação. “Um ex-funcionário teria dito que iria se vingar após ser demitido da empresa a qual ele é sócio. Foram seis disparos. Poucos segundos depois, outro suspeito chega na moto”, disse a delegada. Segundo ela, no bolso da vítima estaria pouco mais de 7,9 mil em dinheiro, que foi sacado no banco. A delegada informou ainda que apesar de as imagens apresentarem a dinâmica da ação criminosa, a qualidade delas não está nítida, o que pode atrapalhar na identificação dos suspeitos. “Vamos solicitar imagens de câmeras dos estabelecimentos próximos na rua para ajudar”, contou Maria Alice.

No Hospital da Restauração, familiares não escondiam a revolta pela morte banal. Muito abalados, preferiram não falar com a imprensa. O corpo foi encaminhado ao IML, onde deve ser liberado hoje para o enterro. O empresário deixou dois filhos. De acordo com a Secretaria de Defesa Social, 3.321 pessoas foram assassinadas em Pernambuco em 2012. No ano passado, o número caiu para 3.103. A redução foi de 7,6%. A meta do programa Pacto pela Vida, porém, é de 12% de queda.

Com informações do Diario de Pernambuco

Comentários

Outras notícias