Black Friday Ubannet

27/03/2018 às 11h51m - Atualizado em 03/04/2018 às 12h27m

Prefeitura de Timbaúba engana moradores da comunidade de Xixá e escola continua fechada

Após protestos em outubro de 2017, Secretaria de Educação disse que a unidade de ensino iria passar por reforma. Nada foi feito cinco meses depois e a escola está abandonada e destruída.

366392fb-0216-4f4b-8c69-a6448775723c 

O site Timbaúba Agora inicia nesta terça-feira (27) a série de reportagens sobre as escolas da Zona Rural fechadas recentemente pela Prefeitura de Timbaúba. São cenas fortes e lamentáveis. Patrimônios da população de Timbaúba abandonados e crianças de diversas localidades que no futuro podem sofrer por falta de educação, dignidade e formação profissional. Um verdadeiro desrespeito com o dinheiro público.

Você hoje acompanhará a dura realidade da Escola Municipal Nossa Senhora de Fátima, localizada na comunidade de Xixá. Instituição de ensino que existe na localidade há mais de 50 anos. A escola contava em 2016 com 45 alunos. Na época eram 11 alunos da educação infantil, nove da 1ª Série, 11 da 2ª Série, três da 3ª Série, nove da 4ª Série e dois da 5ª Série.

65363e57-33bd-4754-a856-dd4c8349e876

O descaso com essa instituição acontece desde o mês de outubro do ano passado. E vamos relembrar tudo para você internauta.

No dia 11 de outubro de 2017, os pais dos alunos desta escola na comunidade de Xixá receberam a notícia desagradável da Prefeitura de Timbaúba que a instituição de ensino não iria mais funcionar. Mediante a isso, aproximadamente 80 pessoas (pais e alunos) organizaram um protesto e foram pedir explicação ao prefeito Ulisses Felinto (PSDB) e a secretária de educação, Gilvanete Dias, sobre os motivos do fechamento da escola que tem mais de 50 anos de história.

Os manifestantes relataram na época que a suspensão das aulas iria prejudicar bastante o andamento escolar de crianças de diversas idades. Além de ter que viajarem mais de 10 quilômetros para estudarem na Zona Urbana.

Neste dia, os moradores de Xixá mostraram toda a indignação para toda a cidade. Eles carregaram cartazes com dizeres: "Precisamos de soluções e não mais problemas", "Fechar não, vigilância sim!", "A escola de Xixá não pode fechar", "Da minha escola ninguém me tira", "A luta é da comunidade" e "Xixá resiste".

MAIS SOBRE O ASSUNTO:

Explicação da Prefeitura de Timbaúba em outubro de 2017

Poucas horas depois do protesto pelas ruas de Timbaúba, a secretária municipal de educação, Gilvanete Dias, explicou o motivo do fechamento da escola e o futuro das crianças.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, ela disse na época que a Escola Nossa Senhora de Fátima não seria fechada, e sim, passaria por um processo de licitação para uma grande reforma. Ela ainda relatou que a escola precisava melhorar a segurança.

No vídeo, a secretária ainda disse que os alunos seriam transferidos para a escola urbana mais próxima, no caso a Elvira de Albuquerque Maranhão, em Araruna. E o mais interessante é que no discurso a secretária proferiu a seguinte frase: "A gestão do município não tem a intensão de fechar nenhuma unidade de ensino".

Moradores enganados pela Prefeitura de Timbaúba

Os moradores da comunidade foram enganados pela Prefeitura de Timbaúba. Passaram-se mais de cinco meses e a Escola Municipal Nossa Senhora de Fátima, que já formou tantos cidadãos em toda a sua história, ainda não foi reaberta. A PMT e a Secretaria de Educação não cumpriram com a palavra (como mostra o vídeo acima) e ainda estão deixando as crianças viajarem por vários quilômetros para frequentar uma sala de aula. As mães tristes com essa situação continuam sem respostas e temerosas com o futuro dos seus filhos. Os pequenos alunos que ainda buscam educação e dignidade são obrigados a se distanciarem dos seus pais e convívio da sua comunidade por conta da falta de responsabilidade e comprometimento da gestão do município.

Instalações da escola abandonada e destruída

3bbdeeb0-fe3e-4936-8464-21f86fd0ab83

Quem tem a oportunidade de ter acesso as instalações da escola, fica de coração partido em ver as cenas de destruição do patrimônio público. Falta de respeito com os timbaubenses que tem que ver o seu patrimônio sendo destruído por irresponsabilidade da Prefeitura de Timbaúba, que recebe recursos por aluno e para manutenção da estrutura física.

Como vocês podem observar nas fotos, as portas das salas estão destruídas, proteções de janelas arrancadas, buracos nas paredes e banheiros deteriorados. 

Um local que serviria para educação de belas crianças que poderiam ajudar a melhorar o país através da escola, agora virou abrigo de morcegos, ratos e insetos.

A visita da equipe do Timbaúba Agora na comunidade de Xixá contou com a colaboração do técnico agrícola, Aldair Freire, que conhece bastante a Zona Rural de Timbaúba. 

A educação de Timbaúba agoniza!

Fotos atuais da Escola Municipal Nossa Senhora de Fátima

519ce93d-715f-4ee6-88c1-430a3bc14d24

61028026-0dee-48cc-b681-2f3f0e4827a3

8b71a317-e610-4428-baff-abee284da80a

 

c187adc1-e933-4ffa-a14a-0a300ad81e4b

 

Texto: Renato Melo/Timbaúba Agora 

Comentários

Outras notícias