Black Friday Ubannet

27/03/2018 às 23h15m - Atualizado em 27/03/2018 às 23h20m

Assembleia Legislativa de Pernambuco comemora o centenário do Maracatu Cambinda Brasileira

A passagem da data foi celebrada, nesta segunda (26), pela Assembleia Legislativa, com uma Reunião Solene proposta pelo deputado Joaquim Lira (PSD).

nazare-da-mata

Surgida no século 18, a tradição do maracatu tem sido reproduzida por diversas agremiações em Pernambuco e, em 2014, foi reconhecida como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil. Na Zona da Mata do Estado está o maracatu rural mais antigo em atividade ininterrupta do País: o Maracatu Cambinda Brasileira, que completou 100 anos no último mês de janeiro. A passagem da data foi celebrada, nesta segunda (26), pela Assembleia Legislativa, com uma Reunião Solene proposta pelo deputado Joaquim Lira (PSD).

O maracatu rural era brincadeira de caboclos de lança durante a pausa dos trabalhadores da cana de açúcar e o Cambinda Brasileira teve início no Engenho Cumbe, em Nazaré da Mata – cidade considerada a capital estadual desse tipo de manifestação cultural. A história da agremiação tem origem em 1918, a partir de uma grande crise que afetou o município. Sem recursos para a alimentação, a solução, à época, foi a pesca. As tarrafas jogadas traziam muitas cambindas, um peixe da região, que deu nome ao grupo.

Comentários

Outras notícias